Dior, cruise 2023 – Foto: Divulgação

Cavalos, dança flamenca, arte sacra, arabescos, sensualidade e cravos vermelhos resumem a imensidão de referências culturais e imagéticas que Maria Grazia Chiuri explorou por Sevilla para a nova coleção cruise 2023 da Dior.

Calças altas com suspensórios, botas de montaria e chapéus de abas retas no melhor estilo espanhol surgem lado a lado aos ricos trabalhos de bordados florais mouros e rendas transparentes em um contraponto de gênero já recorrente nas discussões que Maria Grazia levanta em seus desfiles. Excessos mais do que bem vindos quando se trata de tamanha exuberância visual e cultural faz da coleção uma espécie de colcha de retalhos hipersofisticadas.

Das propostas mais austeras e rígidas acinturadas por grossos e utilitários cintos reforçando o DNA da label e seu new look, aos volumosos vestidos em seda e tafetá, a coleção transborda emoção, assim como o espetáculo flamenco que deu força a cada passo preciso no tablado montado na Plaza de España.