Fotos: Fotosite


Por Sylvain Justum

Oskar Metsavaht declarou, em discurso que antecedeu o desfile de inverno 2013 da Osklen, realizado nesta segunda-feira (29.10) na galeria Zipper, que apresentar essa coleção demandou um preciso poder de síntese. De fato, foram apenas 18 looks, entre masculino e feminino, inspirados nas silhuetas dos esquiadores dos anos 1950 e 1960, mixados com a modelagem ampla das peças de snowboarding atuais. “Um contraste da sofisticação da Aspen sessentista com a rusticidade da Patagônia”, resumiu o designer.

O luxuoso resultado oscila entre o longilíneo e o oversized e tem entre seus highlights as peles de alpaca, ovelha e couro bovino. Carol Trentini abriu o desfile com top felpudo e calça ajustada de neoprene, cuja barra recortada e levemente flair serviu de bela moldura para a sandália pesada de amarração esportiva. Expert em entregar materiais novos e sofisticados, Oskar aposta também na seda rústica feita em tear artesanal, como no vestido tricolor (preto, off-white e carmim) de Daiane Conterato (na imagem acima), com textura próxima da ráfia.

No bloco “snowboard”, tops amplos, com a modelagem boxy do momento, em jacquard ou lã bordada. Em ambos os casos, desenhos de cristais de neve, pinheiros e o leão, símbolos do universo Osklen. Prints de paisagens montanhosas deram respiro a camisetas e bolsas. Um inverno poderoso, internacional, que reafirma a vocação da grife carioca em explorar esportes radicais.

Clique nas imagens abaixo para ver mais looks da apresentação: