Desfile Cavalera/Foto: Márcio Madeira

Por Sylvain Justum

O gibi encartado no convite do desfile deu a pista. As histórias de faroeste de Tex aparecem diluídas na coleção de espírito jovem e street da Cavalera, que segue determinada a dar um upgrade no jeanswear. Entre cintos de fivela larga e flores bordadas nas mais diversas formas, existe espaço, porém, para rock’n’roll e esporte.

Como não vivemos no Velho Oeste e as ruas hoje são experts em mixar referências dos mais distintos universos – e de rua a Cavalera entende -, o inverno promete ser um verdadeiro caldeirão.

Invente o seu estilo. Ele pode ser hard & soft, focado no preto e composto de jaquetinhas curtas, muitas delas, em couro amassado, tweed ou lã fria. Usadas por cima dos vestidos ou das minissaisas de tule rendadas e bordadas, montam ideias prontas para enfrentar dia e noite.

Para uma vocação mais festiva, mosaicos metalizados bordados nos vestidos de malha podem ser uma alternativa. É delicioso também o moletom com a mesma decoração. Ou então um total look estampado, onde jaqueta cobre blazer que cobre vestido tomara-que-caia.

Os prints da coleção vem em technicolor, psicodélicos, casam bem com os verdes do bloco militar. Pode arrematar a produção com uma das botas de plástico vazadas a laser, remetendo à renda que também apareceu em alguns looks ou cravejada de spikes.

MELHOR LOOK: Vestido de tule preto bordado de paetês da mesma cor, com mangas longas transparentes e volume localizados no colo. Rock para meninas

ACESSÓRIOS: A bota curta de solado trator, cravejada de spikes, se você for hard e o tênis de cano alto com bordado floral, se for soft

LOCAÇÃO: A Cavalera segue na missão de incluir o centro de São Paulo no circuito fashion. Desta vez, o desfile aconteceu na imponente Estação da Luz. Com os trens funcionando.

 

Foto da Home: Paulo Reis