Stella McCartney - Foto: Getty Images
Stella McCartney – Foto: Getty Images

Agora é oficial: Depois de 17 anos em parceria com a Kering, Stella McCartney decidiu recomprar a participação de 50% da gigante francesa em sua marca em uma tentativa de proteger seu nome para o futuro, além de poder construir um negócio independente.

No mês passado, Stella, que detém a outra participação de 50%, confirmou que estava pensando em seu futuro com Kering: ela tem uma cláusula de contrato que lhe dá a opção de recomprar a participação de Kering, válida até 31 de março deste ano. Em uma entrevista ao “WWD“, a estilista afirmou que desenvolver um negócio independente foi uma oportunidade que ela não pôde recusar. Ela acrescentou que o seu bom relacionamento com o grupo continuará em frente, e planeja permanecer como membro da diretoria da Kering Foundation, onde prestará consultoria quando o assunto for sustentabilidade na moda.

Desfile da Stella McCartney - Foto: Getty Images
Desfile da Stella McCartney – Foto: Getty Images

Stella se recusou a comentar sobre como pretende financiar a recompra, mas é sabido que seu famoso pai, Paul McCartney, não irá financiar nenhum acordo. Ela acrescentou que não há planos para uma oferta pública inicial e nenhum plano para assumir um novo parceiro de negócios no momento, embora fontes da indústria digam que potenciais investidores estão circulando e que McCartney está conduzindo conversas paralelas.