Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (18.01), Harper’s Bazaar conversou por telefone com o designer Rodrigo Rosner, que faz seu debut nesta edição de inverno 2012 do SPFW.

Rodrigo, que já participou de sete edições da Casa de Criadores, conta que está “animado e nervoso” e que já havia se preparado para uma nova estrutura e formato. “Eu já havia me desligado da Casa de Criadores antes de surgir o convite do SPFW. Sou muito grato por todo o apoio que tive de André Hidalgo (organizador do evento), mas o formato já não funcionava mais pra mim.”, explica.

O convite para participar do SPFW surpreendeu o designer, que havia enviado seu material à organização do evento, mas não teve nenhuma confirmação por um tempo. “Logo que mudei o endereço do meu ateliê, estava montando a coleção de inverno com calma, planejando um desfile solo para fevereiro ou março, mas em dezembro me chamaram para integrar o line-up do spfw e não tive como recusar”, conta o estilista, que precisou dar um gás para deixar tudo pronto para a estreia. “Hoje fiz minha última prova de roupa e os ajustes finais, então estou bem tranquilo em relação a coleção.”, conta.

Sobre o futuro de sua marca; Rodrigo conta que não teve muito tempo para pensar nisso. “Pelo tamanho e visibilidade do evento, imagino que haja uma procura maior pelas minhas roupas, mas é uma coisa pela qual já estava me programando”.

Para quem não sabe, Rodrigo Rosner é especialista em looks de festa e produções sob medida, tendo apenas suas coleções de t-shirts vendidas no atacado. “Não quero ter uma loja. Eu adoro fazer sob medida, conhecer minhas clientes e participar de todo o processo de criação”, conta o estilista, que confessa se divertir, principalmente, com suas clientes noivas. “Amo fazer noivas, participar de todo o nervosismo e a neurose pré-casamento”, diz Rodrigo, que produz uma média de 4 a 5 vestidos de noiva por mês. “Elas me enlouquecem, mas eu gosto”, brinca.

Já a coleção que será apresentada pela R. Rosner tem as mariposas como fonte de inspiração. “Sempre achei as mariposas muito mais interessantes do que as borboletas, que todo mundo gosta. Recuperei um livro de ilustração que tinha em casa e a partir dele, isolei o inseto do traço e comecei um exercício de modelagem, ampliando e reduzindo formas e também trabalhando materiais característicos de minha marca, de uma maneira diferente, como a renda, que virou textura nessa coleção em que o preto e dourado predominam”.

E como o assunto é festa, perguntamos ao designer uma dica infalível para não errar na produção. “A mulher sempre tem que ser uma versão dela mesma para a festa. Não adianta querer usar um vestido se você nunca usa vestidos ou um batom vermelho, se não é a sua praia. Seja você mesma que nunca irá se arrepender”.

Em tempo: A R. Rosner apresenta seu inverno 2012 no SPFW nesta sexta-feira (20.01) as 15:30h na Bienal no Parque do Ibirapuera. Não perca nossa cobertura!