Bonecos na onda da inclusão

Dolls Imaginarium cria um boneco com piebaldismo

by Patrícia Favalle
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Faz tempo que a moda entendeu o real significado da palavra inclusão. Mudou de lado, ou melhor, deixou de ter apenas um lado, investiu no conforto, no minimalismo das formas e nos coloridos neutros. Deu certo. Do closet ao décor, foi um pulo: e o mobiliário ressurgiu com a mesma bossa das passarelas.

“Less is more”, como já pregava a turma da Escola de Bauhaus. Nesse contexto, faltaram os brinquedos. Faltavam – com o devido tempo verbal corrigido. Puxando na memória, foi-se a era das bonecas de corpos plásticos e cabelão ao vento.

SIGA A BAZAAR KIDS NO INSTAGRAM

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Hoje, o que faz a cabeça da molecada (meninas e meninos) é a versão feita de pano, com toque retrô e um arco-íris de tonalidades de pele. Se enxergar no outro é premissa para a igualdade – e é claro que não estamos aqui pregando contra a individualidade do ser humano, mas pontuando sobre a necessidade de que todos se sintam representados.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

E é aí que aparece o trabalho da designer, publicitária, mãe e empreendedora Andréia Kusaba. Dona da grife Dolls Imaginarium, ela teve a ideia de criar um boneco com piebaldismo – condição genética e hereditária, que afeta a produção de melanina e tem como principal característica a despigmentação de áreas do corpo e do couro cabeludo -, depois que conheceu a história do pequeno Samuel Silva.

Ele foi escolhido pela apresentadora Astrid Fontenelle para protagonizar um dos episódios do programa “Chegadas e Partidas” (exibido pelo canal GNT) – e Andréia assistiu tudo ali, ao vivo. Acabou encantada pelo carisma do menino – a gente é louco por ele! -, e resolveu dar contornos ao boneco que batizamos carinhosamente de “Samuca”.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Leia mais sobre o Samuel aqui.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Leia mais:
Cidadania e diversidade na moda infantil
Xadrez, plissado e tricô na moda da meia estação
O que vestir se a temperatura cair?
Coloridos acesos deixam o look kids mais divertido
Laura pessoa brilha nos palcos e é promessa para o futuro
Amarelo é a cor mais quente para a turma kids
A moda como ela deve ser: inclusiva
Educação e diversão são as apostas do projeto Caravana
La Rouge Belle lança a coleção “Petit” de sleepwear
Clarissa Martins: uma legítima representante “Alpha”
O que usar no bailinho de formatura?
O inverno se despede com moda colorida e sobreposições divertidas