Cinco mitos e verdades sobre o peeling sem ácido

Tecnologia ainda é uma novidade no País e veio das clínicas de Israel

by redação bazaar
Irina Shayk - Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Irina Shayk – Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Você já ouviu falar do peeling sem ácido? A tecnologia ainda é uma novidade no País e veio das clínicas de Israel. “O procedimento trata melasmas, sardas, cicatriz de acne e proporciona uniformidade na pele e um viço mais bonito”, lista a esteticista Aline Vasconcelos.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

A expert compartilha com a gente cinco mitos e verdades sobre o procedimento. Anote as dicas:

O tratamento deve ser feito apenas no inverno
MITO. De acordo com a Aline, o procedimento pode ser realizado em qualquer estação do ano. “A recomendação que indicamos é que a pessoa tenha os mesmos cuidados independente da época do ano que estamos. É preciso utilizar o protetor solar de duas em duas horas, passar água termal e hidratar o rosto”, orienta a esteticista.

Qualquer pessoa pode fazer o peeling sem ácido
VERDADE. Por não conter ácido esse peeling não tem contraindicação. “Qualquer pessoa, independenteMENTE do tipo de pele pode investir no tratamento. O procedimento pode ser utilizado em questões graves como melasmas ou até mesmo para quem tem a pele saudável e quer melhorar seu aspecto, a única coisa que mudamos é a intensidade”, explica Aline Vasconcelos.

Adolescentes devem evitar o tratamento
MITO. “Muitos adolescentes tÊm problemas com acne e, para evitar o uso de ácidos e medicamentos com efeitos colaterais, indicamos o tratamento por meio desse peeling, que tem o mesmo efeito e não agride a pele”, aconselha Aline. A esteticista ainda explica que, apesar de não ter ácido na composição, ele tem silicato de coral, que é um componente bem abrasivo, então ocasiona uma descamação na pele, causando uma renovação celular significativa.

Por não ter ácido apresenta efeito rebote
MITO. O procedimento é natural, tem melhor resultado e não apresenta efeito rebote. Como citado anteriormente, causa uma renovação celular, uma descamação. “Depois do procedimento, a pele fica cinco dias descamando e, posteriormente, a pessoa retorna para nutri-la. Esse passo a passo é essencial para manter o aspecto da pele saudável por bastante tempo, e evitar possíveis efeitos rebotes”, esclarece a especialista.

Diminui a oleosidade da pele
VERDADE. O tratamento age em diversas questões da pele, desde a oleosidade, até em manchas, melasma, marcas de expressão, espinhas e rugas. “A tecnologia funciona como se fosse uma esfoliação, com duração de 30 minutos e dois passos: peeling e depois de sete dias, a nutrição (led/massagem facial). É um ótimo tratamento que traz um novo aspecto para a pele e deixa as pessoas mais felizes”, finaliza.

Leia mais:
Drops de beauté: veja o resumo de beleza da semana
Bazaar testou: roller de quartzo rosa massageia o rosto
Como escolher a máscara facial certa no inverno