Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Na quarentena, nossa pele sofre com mudanças de hábitos e estresse, o que pode agravar características como olheirasmelasma, entre outros. Na coluna Drops de Beauté desta semana, veja dicas de como lidar com essa situação e quais são os produtos imperdíveis do momento.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

WHAT’S NEW

Não se assuste se sua olheira tiver aumentado nesses dias de quarentena: há três motivos para isso

Você está se alimentando mal
Da mesma forma que fazer dietas malucas pode ser um desastre para a aparência do rosto, comer muito doce, carboidrato e sódio pode representar um grande problema. “As olheiras — também conhecidas como hiperpigmentação periorbital — pioram com a alimentação rica em açúcar e sal, pois, assim como o álcool, há a formação de edemas na região, tornando a pálpebra mais inchada e o pigmento depositado mais evidente”, afirma a dermatologista Claudia Marçal.

Lembre-se que os alimentos ultraprocessados são ricos em sódio e açúcares.

Seu sono está péssimo
A ansiedade está fazendo estragos, sim, principalmente na qualidade do sono. “Durante o dia, acumulamos pensamentos e temos a liberação hormonal do cortisol. E, à noite, que é, teoricamente, o momento que devemos desligar, ocorre o pico dessa ansiedade, pois não tivemos um dia equilibrado e não conseguimos processar toda essa informação. Por isso, normalmente, muitas pessoas não conseguem dormir”, afirma o cirurgião plástico Mário Farinazzo.

“Durante o sono, o organismo faz com que seus hormônios entrem em equilíbrio e mantenham tudo funcionando corretamente, inclusive na questão do viço e hidratação da pele. E quando não dormirmos bem, tendemos a ficar mais pálidos e como a área dos olhos tem uma pele fina e é bastante vascularizada, quanto mais pálido, mais a circulação fica visível, reforçando as olheiras”, afirma o dermatologista Abdo Salomão Jr.

A alergia respiratória te pegou
“Pessoas que sofrem de rinite, sinusite, desvio de septo podem ter um problema na microcirculação ao redor dos olhos impactando na oxigenação do local e causando essa pigmentação mais vascular”, afirma o doutor Abdo. “Além disso, uso de respiradores bucais, processos alérgicos na área dos olhos e alterações dos hormônios da tireoide fazem com que haja maior tendência à formação de bolsas que provocam edema, ou seja, inchaço palpebral”, afirma Claudia Marçal.

Nesse caso, além do tratamento da alergia, é necessário usar cremes específicos para a área dos olhos com ativos que melhorem a microcirculação como a cafeína, de preferência em versões diurnas (com reforço de antioxidantes) e noturnas (com renovadores).

Melasma mesmo longe do sol: conheça os cuidados para ter em casa

A quarentena pressupõe dias em casa e menos contato com o sol. Mas isso não é garantia de se livrar do melasma, a mancha na pele que é a queixa número dos consultórios de dermatologia. A dermatologista Luciana Garbelini, de São Paulo, explica que, apesar de o fator desencadeante mais prevalente ser a exposição à luz ultravioleta (solar), a luz visível (lâmpadas, computador e celular) também pode desencadear o problema:

Não abandone os cuidados
Durante o período da quarentena e a mudança de rotina, é possível que muitas pessoas tenham alterado a disciplina de cuidados com a pele, tanto em relação ao uso dos tratamentos com cremes clareadores (diurnos e noturnos), como com o uso do protetor solar. Esta é uma das principais formas de cuidado quando se fala de melasma.

O protetor com cor de base tem proteção superior e pelo fato de estar em casa nem todos optam por essa escolha. “Deve ser repassado a cada quatro horas e em casa a maioria desconsidera essa necessidade”, ensina a dermatologista. Só esse pequeno cuidado já pode ajudar muito.

Cuide do emocional
A médica ainda aponta para pesquisas mais recentes sobre o tema que consideram que o stress físico e emocional têm influência em manifestações inflamatórias da pele como o melasma. “Sendo assim, nesse momento, esse é um fator relevante a ser considerado”, explica.

Salão em casa: escolha o secador certo para não estragar seus fios

Secador IQ Perfetto (R$ 1.999), da GA.MA Italy: leve (pouco mais de 200 gramas), silencioso e potente – Foto: Reprodução/Instagram/@gamaitaly.b

Confira as dicas do cabeleireiro Wander Lima, da GA.MA Italy, na hora de definir o equipamento ideal para preservar a saúde dos cabelos:

Potência
“A potência do aparelho deve ser levada em consideração na hora da compra: acredito que esse é um dos fatores mais importantes para escolher o secador, por isso é sempre interessante testá-lo, se tiver a opção. Quanto mais alta é a potência, maior é a quantidade de ar quente e, portanto, mais rápida a secagem.”

Tratamento
“Se você tem químicas no cabelo, é importante prestar atenção nas tecnologias que compõem o aparelho, principalmente para quem usa o equipamento para tratamentos termoativados, aqueles que dependem do calor para ter eficácia. Há opções antifrizz, com íons negativos, micropartículas de prata e infravermelho, entre outros. Tudo para evitar agressões e acelerar e potencializar os resultados.”

Peso
“O peso do aparelho é algo importante também na hora de decidir qual comprar, principalmente se a pessoa tem algum problema nas articulações do braço. É muito difícil até para os profissionais carregarem um produto muito pesado, imagina para quem não tem prática, né? Então atente-se ao peso para não ficar com dores ao fazer uma simples escova.”

Design
“Por último e não menos importante, é bacana observar tanto o ruído, quanto a beleza externa do aparelho. São fatores não tão decisivos assim, mas que fazem bastante diferença na satisfação com a compra.”

HITS

Fotos: Divulgação

Quarentena must have!
Dr. Chá Immunitea (R$ 65), novidade da Desinchá Company, chega com a proposta de reforçar a imunidade: tem hortelã, beterraba, limão, laranja, gengibre e canela.

Três em um
A paleta de bronzer, blush e iluminador Stay Naked Threesome (R$ 269), da Urban Decay, deixa a pele com acabamento acetinado, sem craquelar.

Inspiração coreana
A coleção Risqué K-Pop Love (R$ 6,50), tem seis tons de esmaltes entre nudes, tons pastel e um roxo poderoso. O azul K-POP-SE é o novo hit.