Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

De uma nova técnica para cuidar das unhas e cutículas a dicas de como deve ser o skincare perfeito para quem atingiu a menopausa, nossa redatora-chefe e editora de beleza, Anna Paula Buchalla, apresenta os principais destaques da semana. Veja:

WHAT’S NEW

Pele “queimadinha” de sol e olhos candy prometem ser a dupla infalível do verão

São as apostas da beauty expert Paola Machado para a estação mais aguardada do ano:

Foto: Rubens Pita

Cara de praia
A maquiagem sem muitas cores, que foca na pele e na iluminação, é uma dica para quem gosta de um look saudável e natural. “É muito comum que essa maquiagem acabe em um aspecto oleoso em vez de glow. Para que isso não aconteça, comece limpando bem a pele e depois use uma base de cobertura leve e fluída para evitar o ‘efeito reboco’”, diz a maquiadora da Fast Escova Vila Madalena.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Depois vem a iluminação com blush ou bronzer nas laterais da bochecha e no nariz, que são justamente as áreas em que o sol bate. Dá para finalizar a make com rímel, batom nude ou gloss para deixar o look mais natural.

O efeito “quentinho” também nos olhos
Segundo Paola, os tons terrosos, avermelhados e alaranjados são curingas e caem bem em todos os tons de pele, desde as negras, às brancas e orientais. Para criar esse olhar “quentinho”, a dica é esfumaçar bem para que a cor fique mais leve, sem abrir muito a pigmentação.

“O marrom é um tom que dá profundidade, então é possível começar com ele, esfumaçando em movimentos circulares e depois partir para o tom mais avermelhado ou alaranjado, assim você não deixa a sombra marcada”, completa a profissional.

Foto: Rubens Pita

Delineador ou sombra colorida
As cores candy dão um efeito divertido à maquiagem. Nesta vibe mais doce, que é a cara da primavera e deve continuar no verão, destaque para os tons lavanda e verde menta, as cores do ano. Para quem não tem delineador líquido colorido, a dica de Paola é usar um batom e um pincel de precisão, que é fácil de aplicar e garante efeito parecido. Além do delineado superior, para quem quiser apostar no minimalista invertido, também é possível o efeito incompleto, fazendo apenas o gatinho no final.

Um jeito novo de fazer as unhas: conheça a modelagem de cutícula do Kurma Spa

Foto: Divulgação

Unhas ressecadas, cutícula “levantada”, cantinhos avermelhados. Você certamente já sofreu com eles. Uma nova técnica promete (e cumpre!) o objetivo de uma manicure perfeita, com cutícula bonita e preservada, além de unhas polidas. Batizada de modelagem de cutícula (R$ 57, o pé, e R$ 45, a mão), está disponível no Kurma Spa, espaço de bem-estar e beleza no Alto de Pinheiros, em São Paulo.

A técnica funciona da seguinte maneira: faz-se um trabalho de modelagem ao redor da unha com o palito e a espátula (os instrumentos mais importantes da técnica), deixando o cuticulador para segundo plano. É trabalhada apenas a cutícula inferior, preservando a de cima. Isso evita agredir a unha – e principalmente, infecções.

Ela é divida em etapas. Primeiro, é usada a espátula em movimentos precisos. Depois, utiliza-se o palito para empurrar a cutícula até que fique bem assentada no dedo e, logo após, o cuticulador para tirar o excesso. Por último, é utilizada uma lixa que tira o ‘efeito cebola’ (aquelas marcas que ficam quando a manicure tira muito a cutícula) das laterais dos dedos. A cutícula diminui com o tempo e o corpo da unha aumenta.

A pioneira da técnica, Dulce Heinrich, explica que são usadas três tipos de lixas para fazer o polimento. “Abre-se o corpo da unha para retirar todos os resíduos, numa espécie de limpeza da área, – mas sem tirar a queratina. Seguido por um processo de selagem, para fechar novamente a região, e, por último, é realizado o autobrilho que dá uma proteção poderosa à unha”, afirma.

Rotina espartana de skincare ajuda a melhorar a pele na menopausa

Nessa fase da vida da mulher, ela fica mais ressecada, fina, sensível e propensa a sofrer com o envelhecimento

A menopausa geralmente ocorre por volta dos 50 anos, mas pode afetar algumas mulheres precocemente. Ela é caracterizada pela suspensão definitiva da menstruação com consequente queda na produção de estrogênio. Como resultado, a mulher passa a apresentar uma série de sintomas, incluindo irritabilidade, mudanças drásticas de humor, sudorese excessiva, cansaço intenso, ondas de calor e perda de massa óssea e massa magra.

A pele é uma das partes mais afetadas do corpo feminino. Segundo o dermatologista Daniel Cassiano, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, nessa fase ocorre uma diminuição na produção de ácido hialurônico e das fibras de colágeno e elastina. “Isso favorece o ressecamento do tecido cutâneo e acelera o surgimento dos sinais de envelhecimento da pele, incluindo rugas, linhas de expressão, flacidez e perda de firmeza, elasticidade e volume”, afirma.

Mas isso não é uma sentença de envelhecimento. A ginecologista Eloisa Pinho, da Clínica GRU Saúde, explica que, apesar de não existirem métodos para se prevenir ou retardar a menopausa, o reforço da rotina skincare ajuda a minimizar os efeitos sobre a pele.

“Inicie pela limpeza, que, em peles maduras, deve ser realizada com produtos mais suaves que não causem agressões ou removam excessivamente a barreira de proteção do tecido cutâneo, o que pode agravar ainda mais o ressecamento e tornar a pele mais suscetível a danos”, aconselha o dermatologista Daniel.

“É indicado também o uso de substâncias com propriedades antioxidantes e rejuvenescedoras, incluindo o retinol, a vitamina C, o resveratrol e os alfa-hidroxiácidos. Mas, mesmo durante a menopausa, o fotoprotetor segue sendo o principal método de combate ao envelhecimento cutâneo, lembrando que o produto deve conter FPS 30, no mínimo”, destaca o médico.

“Invista em uma alimentação equilibrada rica em vegetais, frutas e legumes, principalmente aqueles com propriedades antioxidantes, e evite alimentos industrializados e o consumo excessivo de sal e açúcar. Além disso, ingira pelo menos dois litros de água por dia, pratique exercícios físicos regularmente e evite cigarro e álcool”, recomenda a doutora Eloisa.

HITS

De colher
A Kopenhagen traz para a Linha SoulGood os Spreads, cremes para espalhar na torrada, acompanhar frutas ou simplesmente para comer decolher. Saudáveis, são zero lactose, zero glúten e zero adição de açúcares. Em três sabores: língua de gato, lajotinha e avelãs.

Sem borrar!
Manolita e DryClub fazem collab especial: uma flat perfeita (R$ 429) para usar dentro e fora do salão. Desenvolvida em tressê no pantone rosa, DNA do DryClub, a flat é lindinha, com visual moderno e sofisticado. Além de abrir por inteiro, evita borrar o esmalte dos pés!

Escudo termoprotetor
Melu Hair Shield (R$ 288 ), da italiana Davines, é um spray enriquecido com extrato de lentilha. Do movimento slow food, protege o cabelo do estresse térmico de secadores e pranchas.

De dentro para fora
O Sérum Ultimune, da Shiseido, é campeão de vendas e críticas: estimula a defesa própria da pele contra o envelhecimento. Em edição limitada, a bruma hidratante da linha, o Ultimune Defense Refresh Mist (R$ 239) fortalece a pele enquanto refresca e hidrata.