Drops de Beauté: veja o resumo de beleza da semana
Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Um novo ingrediente promete ser o queridinho para rotinas de skincare veganas: o bakuchiol. Conheça melhor este componente e outras novidades da semana na coluna Drops de Beauté:

WHAT’S NEWS

Anote esse nome: o bakuchiol é o novo ingrediente queridinho (e vegano!) para rejuvenescer a pele

Derivado das folhas e sementes da planta “babchi”, encontrada na Ásia Oriental, o bakuchiol é um ativo com poderes anti-envelhecimento. À base de extrato vegetal, teve um boom entre os cosméticos veganos e naturais, pois é uma ótima opção para substituir o retinol.

“A principal função é intensificar o turnover celular, além de intensificar a produção de colágeno. Ainda é considerado como um poderoso antioxidante e antibactericida”, explica Fernanda Chauvin, especialista em dermatocosmética e CEO da Ellementti Dermocosméticos.

Indicado para todos os tipos de pele, até as mais sensíveis, não agride, não causa irritação e não resseca a pele. O bakuchiol é o único extrato botânico, comprovado, que auxilia na produção de colágeno. Fortalece a base da pele, minimizando e prevenindo o surgimento de marcas de expressão e rugas. Também conhecido como retinol-like, evita os efeitos comuns de ácidos, como deixar a pele ressecada, avermelhada e inflamada e ainda consegue entregar os mesmos resultados.

“A conscientização ambiental tem tomado impulso, por isso um dos grandes motivos para a escolha de produtos como o bakuchiol é a preocupação ambiental. Adquirir produtos naturais, orgânicos, terapêuticos, à base de ervas e que não são testados em animais, é fundamental para quem quer mudar o estilo de vida”, destaca Fernanda.

Três tratamentos eficazes para manter o contorno corporal de olho no inverno

A temporada de frio já começou – e convém lembrar que dias com menos sol e umidade são ideais para realizar protocolos que valorizam o contorno corporal. “Mudança de hábito e transformação não acontecem da noite para o dia”, lembra o dermatologista Victor Bechara, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Veja as dicas dele:

1. Aparelhos de campo eletromagnético, ultrassom micro e macrofocado e bioestimuladores são o que há de mais moderno e efetivo para o contorno da silhueta

2. “Para a celulite, acabamos com o temido efeito casca de laranja, preenchendo os furinhos. No procedimento de subincisão, os septos fibrosos que são liberados através de bioestimuladores injetáveis à base de hidroxiapatita de cálcio ou ácido poli L lático”, explica o dermatologista

3. Para manter os cuidados na estação, vale lançar mão de cremes à base de ativos quase impronunciáveis, como Cafeisilane, Retinóides, Metilxantinas, Centella asiática e Silicium para reduzir a inflamação local, melhorar a drenagem linfática, auxiliar na redução de medidas e gordura corporal. Sim, eles funcionam!

Não é só a queda de cabelo! O stress da pandemia tem reflexos na pele do rosto

O estresse é uma reação natural do organismo que nos coloca em alerta diante de uma situação de perigo (é o famoso mecanismo de luta ou fuga, gravado no cérebro). “No entanto, quando essas situações de tensão são constantes, há um aumento da produção do hormônio cortisol e isso pode afetar o sistema imunológico”, diz o dermatologista Otávio Macedo, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Ele destaca os problemas de pele mais comuns:

Psoríase
Trata-se de uma doença inflamatória e crônica que se caracteriza por placas avermelhadas com descamação que se formam nos cotovelos, palmas das mãos e plantas dos pés, joelhos e couro cabeludo. A doença está ligada a fatores genéticos, mas é agravada por conta do estresse.

Vitiligo
É também uma doença crônica que se caracteriza pela redução ou falta de melanina. Por isso, surgem manchas brancas em diversas regiões do corpo. O estresse é um fator comum em pacientes com vitiligo e pode até desencadear o início da doença em pessoas que já tenham predisposição genética.

Dermatite atópica
A doença, que também é considerada crônica, é causada por fatores genéticos, mas pode ser agravada por causa do estresse, além das temperaturas baixas, lavagem em excesso e o uso de agentes que contribuem com o ressecamento da pele, como álcool e detergentes.

O ideal, é claro, é tentar baixar os níveis do estresse. “Exercícios aeróbicos, como caminhada, natação, ciclismo são recomendáveis porque equilibram o nível de adrenalina no corpo. Praticar meditação, mindfulness ou algum hobby também é importante”, diz Otávio Macedo. O médico lembra ainda que é importante regular o sono, investir numa alimentação equilibrada e tomar muita água.

HITS

Drops de Beauté: veja o resumo de beleza da semana
Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Pílulas de beleza
O Hyalu C Drops (R$ 89), da Ellementti Dermocosméticos, com sabor de tangerina e mastigável, é indicado para potencializar a hidratação, preencher e firmar a pele. Tem ação antioxidante e reparadora. Ainda ajuda a uniformizar o tom e clarear hiperpigmentações.

Sem stress
A nova linha Nativa SPA Jasmim Sambac, promete combater os efeitos do estresse na pele em até sete dias. Amamos o Óleo Precioso Antiestresse (R$ 69), com gotas nutritivas de quinoa: um multibenefício que pode ser usado no corpo, rosto e nos cabelos.

Xô, manchas!
O novo sérum anti-idade clareador Glycolic K (R$ ), da Ada Tina Italy mantém a pele jovem, uniforme e livre de imperfeições. Conta com ácido glicólico, ácido hialurônico preenchedor e altíssima concentração de ácido kójico.

Efeito Covid
Da Nioxin, o Sérum Antiqueda Capilar (R$ 175) engrossa os fios desde o primeiro uso. O tratamento intensivo melhora a densidade dos fios, o torna mais forte e reduz a queda. Com Sandalore (versão sintética do sândalo), cafeína, ácido láurico e niacinamida na fórmula.