Mindful eating: emagreça comendo com consciência

"Comer com atenção plena", em tradução livre, pode ser uma excelente estratégia para reduzir peso

by redação bazaar
Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Segundo Michael Zanchet, psicólogo do Kurotel – Centro Contemporâneo de Saúde e Bem-Estar, de Gramado (RS), o termo utilizado para se alimentar com foco no presente, mindful eating, significa comer com atenção plena. “A alimentação consciente desperta nosso prazer de simplesmente comer e beber”, reforça Jan Chozen Bays, especialista no assunto.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Podemos incluir as práticas da alimentação consciente desde preparar os alimentos, fazer combinações, e cozinhar. Desfrutar desse momento para estar presente entre cortar um alimento, refogar, esquentar a água, notando cada passo da receita e as transformações que vão ocorrendo neste processo interno de cada um. Ao servir a refeição, organizar a mesa e o ambiente, deixando-os de forma especial para quem irá degustar do prato. Depois, desfrute das cores, formas, texturas dos alimentos, os aromas envolvidos, saboreie cada pedaço e sinta o que lhe desperta.

A alimentação saudável deve permitir a ingestão adequada de alimentos, em quantidade e qualidade, a fim de que o organismo receba todos os nutrientes (carboidratos, proteínas, lipídeos, vitaminas, sais minerais, fibras e água) essenciais ao seu bom funcionamento.

Uma sugestão de um bom planejamento alimentar é a seguinte:

1. Inicie a alimentação por uma salada.
2. Não faça ingestão de líquido durante a refeição.
3. Priorize que a porção venha pronta e servida, sem utilizar a exposição de comida da mesa, para que assim não saia do planejamento.
4. Mastigue bem os alimentos e evite excesso de líquidos junto às refeições.
5. Procure alimentar-se a cada 3h, totalizando 6 a 7 refeições ao dia;
6. Evite consumir frituras e outros alimentos ricos em gordura como margarinas, biscoitos, sorvetes, carnes e queijos gordos;
7. Procure ingerir no mínimo 5 porções de vegetais ao dia entre frutas e verduras de cores diferentes e cada porção proporcional ao tamanho da palma da mão;
8. Evite a ingestão de café em excesso e bebidas alcoólicas, bem como de produtos industrializados que contém corantes, conservantes e edulcorantes artificiais (salgadinhos, refrigerantes) que não colaboram com a saúde;
9. Não se esqueça de ingerir muita água, a hidratação é muito importante para desintoxicação e bom funcionamento do organismo. Além da água, também os chás de ervas, sucos naturais diluídos e a água de coco podem colaborar com a hidratação.
10. Coma mais alimentos frescos e menos produtos industrializados.
11. Reduza o contato com os “inimigos brancos”: produtos que contenham farinha branca, açúcar, excesso de sal e gordura saturada e/ou hidrogenada.
12. Reduza o consumo de carne vermelha para no máximo duas vezes na semana.

Todos os alimentos saudáveis são importantes para a garantir a boa saúde. Para isso é fundamental fazer as escolhas corretas e inseri-las diariamente na nossa alimentação:

1. Aumentar o consumo de frutas e vegetais (preferência pelos orgânicos). Estes alimentos devem estar presentes em todas as refeições, como fontes importantes de fibras, vitaminas, minerais e fitoquímicos. Além de aumentar nossa capacidade antioxidante, ajudam a reequilibrar o pH do sistema digestivo e do sangue, contribuindo para que os nutrientes sejam melhor absorvidos e corretamente aproveitados no organismo, além de propiciar a desintoxicação de substâncias tóxicas que podem estar acumulados nos tecidos corporais (como metais pesados, medicamentos e subprodutos de bactérias), provocando diversos malefícios aos órgãos.
2. Dar preferência para os grãos integrais, sementes, oleaginosas e leguminosas: fontes de importantes aminoácidos e micronutrientes com propriedades antioxidantes e reguladoras, além de ácidos graxos poliinsaturados, que são necessários para a saúde cardiovascular e cerebral.
3. Aumentar o consumo de peixes: fonte de aminoácidos essenciais, minerais e ômega 3.
4. Evitar o uso de adoçantes artificiais e alimentos industrializados, de forma a promover uma melhor desintoxicação e aproveitamento de todos os nutrientes.

Leia mais:
Tempero do bem: quatro benefícios do sal rosa do Himalaia
Cinco dicas para dissipar o estresse pré-casamento