Tempero do bem: quatro benefícios do sal rosa do Himalaia

Conversamos com a expert Thaise Costa sobre o alimento

by Giulia Federighi
Foto: Aamito Lagum by Daniel Riera - Arquivo Harper's Bazaar

Foto: Aamito Lagum by Daniel Riera – Arquivo Harper’s Bazaar

Com origem asiática, acredita-se que o sal rosa do Himalaia foi coberto por lavas vulcânicas há cerca de 200 milhões de anos, mantendo-se preservado da poluição moderna. “Alguns acreditam que esse sal é o mais puro e saudável do planeta, mas a verdade é que, por conter vários minerais presentes em sua composição, proporciona alguns benefícios à saúde”, conta Thaise Costa, nutricionista da Tia Sônia – referência em alimentação orgânica, saudável e integral.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo diário de sódio não ultrapasse 2.400 mg, o que representa 6 gramas de sal, porém, grande parte da população brasileira ingere o dobro por dia (12 gramas). “Por ser processado e repleto de agentes químicos, o corpo não consegue absorver este tipo de tempero, gerando problemas graves à saúde, tais como: hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, doenças renais, e outros”, conta a nutricionista.

O uso do sal rosa do Himalaia é o mesmo do sal comum, portanto, por possuir cloreto de sódio, precisa ser moderado. “O aconselhável é sempre consultar um nutricionista para que ele verifique as porções adequadas de cada alimento para o cardápio diário”. Thaise listou quatro benefícios que o consumo desse tempero proporciona ao organismo. Confira:

1. Combate ao cansaço

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A sensação de cansaço pode ser sinal de perda de sal no organismo. “Por ser absorvido na corrente sanguínea de maneira mais rápida e eficaz, o sal rosa do Himalaia ajuda na restauração de sal no corpo. Também é uma opção de relaxamento no banho, já que auxilia no relaxamento por meio dos minerais absorvidos pela pele”.

2. Reduz acidez no organismo

Foto: G.Prado - Arquivo Harper's Bazaar

Foto: G.Prado – Arquivo Harper’s Bazaar

O sal rosa, por ser de natureza alcalina, auxilia em um equilíbrio do Ph no organismo contribuindo para uma redução da acidez na constituição do corpo humano. “Esse desequilíbrio do Ph pode gerar deficiências, como pedras nos rins”, explica a nutricionista.

3. Carrega mais de 80 tipos de minerais

Foto: reprodução/Harper's Bazaar

Foto: reprodução/Harper’s Bazaar

São mais de 80 minerais presentes no sal rosa do Himalaia o que contribui para o fortalecimento do corpo, mantendo os ossos e tecidos conjuntivos mais resistentes. “Pessoas que sofrem de artrite ou ossos frágeis, por exemplo, são beneficiadas pelo consumo do alimento”.

4. Melhora a digestão

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Consumir o alimento proporciona um melhor funcionamento do sistema digestivo, contribuindo para que o processo de digestão seja realizado com um melhor aproveitamento de nutrientes no organismo.

Leia mais:
Make Bazaar: nova paleta de Mari Saad com Océane 
Brilho nos olhos é tendência de beleza no SPFW N48
Maitê Proença estreia programa e mostra rotina facial