Maitê Proença estreia programa e mostra rotina facial

Veja uma prévia do que vem por aí no novo canal da atriz na rede social

by redação bazaar

Maitê Proença, 61 anos, estreia seu canal no Youtube nesta quinta-feira (17.10) com um ritual que todo mundo vai querer aprender. Ela apresenta a série de massagens faciais que faz diariamente para manter o viço e a saúde da pele. “Eu acredito na consistência, em manter a ordem. Não adianta fazer só uma vez”, conta a atriz.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

O primeiro exercício é para trabalhar o colo, o pescoço e a papada. Assista uma prévia acima, e na íntegra no Youtube.

Maitê Proença usa body, R$ 5.100, e botas, R$ 3.300, ambos Dolce & Gabbana; e meias Lupo - Fotos: Bob Wolfenson, com edição de moda de Rodrigo Yaegashi, beleza de Helder Rodrigues e tratamento de imagem de Chris Kehl

Maitê Proença usa body, R$ 5.100, e botas, R$ 3.300, ambos Dolce & Gabbana; e meias Lupo – Fotos: Bob Wolfenson, com edição de moda de Rodrigo Yaegashi, beleza de Helder Rodrigues e tratamento de imagem de Chris Kehl

Em 2018, Maitê estrelou um ensaio fotografado por Bob Wolfenson para a edição Incrível em Qualquer Idade de Bazaar. Foi um reencontro deles depois de 22 anos, quando ele clicou a atriz no Sul da Itália para a revista “Playboy”. Relembre a entrevista na íntegra:

Maitê Proença vive um novo momento  e acaba de ver sua filha, Maria, de 27 anos, se casar. Discreta, ela é advogada de um grande escritório no Rio de Janeiro e não gosta de aparecer.

Em entrevista exclusiva à Bazaar, a atriz conta que aproveita a mudança da filha para, depois de 30 anos morando no mesmo prédio de frente para o mar de Copacabana, se mudar também. O plano é construir uma casa “do futuro”, totalmente sustentável, no Jardim Botânico, onde será vizinha de Maria.

Maitê está namorando há quase três anos o investidor Eduardo Faria de Carvalho. “Nossa vida é muito agradável, a relação não pesa nunca. Ele não gosta de brigar, e, hoje em dia, eu também não gosto, então ninguém briga.”

Maitê Proença fotografada por Bob Wolfenson, com edição de imagem de Rodrigo Yaegashi e beleza de Helder Rodrigues. A reportagem é de Ana Ribeiro

Maitê Proença fotografada por Bob Wolfenson, com edição de imagem de Rodrigo Yaegashi e beleza de Helder Rodrigues. A reportagem é de Ana Ribeiro

Em recente viagem à Índia, passaram 25 dias no centro de meditação do Osho. “Faço essas coisas não porque sou bicho-grilo, mas porque me encontro comigo, chego mais perto de alguma coisa que é mais fundamental em mim, mais importante, mais interessante. E, talvez, a partir desse momento, eu possa ser mais criativa.”

As complexidades da vida aparecem. E não há o que fazer senão enfrentá-las. Coragem, todos sabemos, Maitê tem de sobra. “Não fico sentada na calçada chorando. Eu choro. Sentada na calçada, se for o caso. Mas sou do time da Bethânia: levanto, sacudo a poeira e dou a volta por cima.”

“Já sugeri que eles apressem a coisa dos netos, acho que vai ser ótimo. Nossa família é mínima”, diz ela, que perdeu a mãe, o pai e um irmão. Sobrou um único irmão.

Leia mais:
Abaixo o ageismo: algo muda no nosso cérebro depois dos 40?
Maitê Proença fala sobre as mudanças de corpo e mente após os 60 anos