Cuidar da alimentação é um passo fundamental – Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Nos últimos tempos, sobretudo após o isolamento social promovido pela pandemia, muito tem se falado sobre a atenção à saúde física, mental e ao bem-estar. Mais do que nunca, há uma busca maior por momentos saudáveis, e essa procura normalmente está mais atrelada às mulheres.

Separamos algumas dicas para manter uma saúde melhor em 2022 e sentir o almejado bem-estar de que todos falam. Anote:

A saúde começa pela boca

Muitas vezes, comer um chocolate, salgadinho ou fast-food pode ser irresistível. E não que esses alimentos estejam proibidos da dieta, mas é importante que sejam a exceção, e não a regra. Já dizia o ditado que “a saúde começa pela boca”, ou seja, a escolha de uma alimentação mais saudável.

O primeiro passo para uma vida mais saudável é a escolha de uma rotina para refeições mais naturais e saudáveis. Para os melhores resultados, um ponto relevante é ter o acompanhamento de um profissional de nutrição.

Exercícios físicos e corpo em movimento

Por mais que “bata a preguiça”, não há nada mais saudável que a prática de exercícios. Além da liberação de uma série de hormônios que trazem a sensação de bem-estar, uma rotina de atividades físicas é capaz de melhorar o sono, reduzir os riscos de doenças vasculares e transtornos mentais, posto que liberam endorfina, um grande aliado contra a ansiedade e a depressão.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a semana das mulheres contemple ao menos 150 minutos de atividades físicas, que podem ser caminhadas, corridas, exercícios musculares, esportes, entre outras opções.

Acompanhamento médico e check-ups

É claro que a prática de atividades saudáveis melhora a saúde e o bem-estar, mas é preciso avaliar a saúde com profissionais para saber de qual direção devem vir as forças. Assim, é fundamental que haja um acompanhamento médico geral para checar exames de rotina, como os de sangue e preventivos.

Um clínico geral normalmente é o melhor profissional para guiar o check-up anual e receitar os hábitos necessários para garantir a saúde das pessoas.

Saúde sexual e proteções

Para pessoas com a vida sexual ativa, é de suma importância estar atento aos cuidados para prevenir-se de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O uso de preservativos – femininos ou masculinos –, a realização de exames com certa frequência e o acompanhamento anual com ginecologistas já é um grande e importante passo para uma vida sexual mais saudável.

Vale destacar que é preciso escolher um método contraceptivo adequado para cada pessoa, que comporte as necessidades e as escolhas. Isso também pode ser realizado com o apoio de um ginecologista, uma vez que há uma série de possibilidades atuais e mais modernas que se ajustam a cada tipo de corpo e preferência.