Seis dicas para conhecer no Butão

Alexandre Cymbalista, CEO da Latitudes, empresa especializada em viagens de conhecimento, entrega os melhores passeios

by redação bazaar
Tiger's Nest - Foto: Divulgação

Tiger’s Nest – Foto: Divulgação

O Butão é um pequeno reino no sul da Ásia, entre os gigantes China e Índia, encravado entre as montanhas dos Himalaias e ainda muito distante das rotas turísticas. É um destino cheio de espiritualidade e cores locais. Veja dicas exclusivas de Alexandre Cymbalista, CEO da Latitudes, empresa especializada em viagens de conhecimento:

Visitar o Dzong de Punakha

Dzong de Punakha - Foto: Divulgação

Dzong de Punakha – Foto: Divulgação

Os dzong são antigas fortalezas que hoje abrigam templos, escolas e monastérios. O de Punakha foi construído no século 17 e é um dos mais encantadores, todo em branco e vinho e cercado de flores. Ele fica na confluência de dois rios, um masculino e um feminino: Pho Chhu (pai) e Mo Chhu (mãe).

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Conhecer a região de Gangtey

Gangtey - Foto: Divulgação

Gangtey – Foto: Divulgação

É uma das regiões mais bonitas do Butão, mas pouco visitada pelos turistas. Vale a pena para quem tem mais tempo para desbravar o país, que se demonstra cada vez mais encantador. Em Gangtey há várias trilhas pela natureza, dzongs e templos interessantes. O Gangtey Lodge é um dos meus hotéis favoritos no mundo. Tem uma vista espetacular para o vale, com todos os confortos de um hotel de luxo.

Visitar uma escola de monges

Monges do Butão - Foto: Divulgação

Monges do Butão – Foto: Divulgação

É uma experiência que vale a pena para conhecer o estilo de vida monástica, entender as questões de conflito, como a escolha pela reclusão versus a vida moderna. É uma atração tanto para os turistas, quanto para os monges, que adoram falar inglês e conversar com os visitantes.

Almoçar em uma casa de família

Mulheres do Butão - Foto: Divulgação

Mulheres do Butão – Foto: Divulgação

Os butaneses têm muito orgulho do estilo de vida que levam, e visitar uma casa de família local é a oportunidade de entender melhor isso. Há pequenas propriedades sustentáveis, que produzem tudo de forma orgânica. Um dos pratos típicos é o chilli and cheese, que eu gosto bastante, mas alerto que é bem apimentado.

Templo da fertilidade

Chimi Lhakhang - Foto: Divulgação

Chimi Lhakhang – Foto: Divulgação

O templo Chimi Lhakhang fica em Punakha e foi construído pelo lama Drukpa Kuenley, deus da fertilidade. Tanto os turistas e locais que visitam o templo recebem uma benção para abrir caminho para gravidez. Os casais depois enviam fotos da nova família formada após a visita. Como a principal representação de Kuenley é um pênis, a imagem pode ser vista decorando a fachada das casas.

Curiosidade
Embora a família real seja venerada, os membros se esforçam para levar uma vida mais próxima do comum, então é fácil encontrar alguém da realeza pelas ruas. Eu já peguei um voo com a mãe do rei atual.

Leia mais:
Três hotéis ao redor do mundo para planejar as férias
Antiga casa de pescador opera como hotel de luxo em Búzios
Retiro detox do Rituaali vai muito além da perda de peso