Anitta usa look total Dolce & Gabbana - Foto: Gui Paganini (Thebox.AG), com edição de moda de André Phillipe, direção de arte de Thiago Batista, beleza de Silvio Giorgio (Capa MGT), produção executiva Thebox.AG (Rodrigo Crespo & Stella Sett), set design de João Arpi (agradecimento Micasa) e tratamento de imagem Studio Closer
Anitta usa look total Dolce & Gabbana – Foto: Gui Paganini (Thebox.AG), com edição de moda de André Phillipe, direção de arte de Thiago Batista, beleza de Silvio Giorgio (Capa MGT), produção executiva Thebox.AG (Rodrigo Crespo & Stella Sett), set design de João Arpi (agradecimento Micasa) e tratamento de imagem Studio Closer

Anitta não imaginava conquistar todos os seus êxitos tão cedo, quem dirá o feat. com a Madonna. Mas uma cigana já tinha cantado a bola. Leu em sua mão – quando era pobre de “marré deci” (como se refere aos tempos de estagiária) – que seria uma globetrotter. “Não tenho dinheiro nem pra ir a São Paulo, minha filha. Nunca nem andei de avião, como é que eu vou para o Japão ou Estados Unidos?”, retrucou à época. “Quando estava no Japão, me lembrei dessa filha da mãe.”

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Talvez, por isso, não se importe em gastar dinheiro ao desbravar o mundo. “Aí eu gasto”, afirma. Quer visitar a Alemanha (a carreira cresceu por lá), voltar ao Japão, África… Aprendeu a lidar com dinheiro na marra, porque sempre viu o pai, Mauro Machado, endividado. “Se eu não posso, não compro. Tem o dinheiro? Tem. Não tem? Então, tchau… Tem, mas se comprar vai ficar dura? Então, também, tchau”, explica.

Anitta usa look total Dolce & Gabbana - Foto: Gui Paganini (Thebox.AG), com edição de moda de André Phillipe, direção de arte de Thiago Batista, beleza de Silvio Giorgio (Capa MGT), produção executiva Thebox.AG (Rodrigo Crespo & Stella Sett), set design de João Arpi (agradecimento Micasa) e tratamento de imagem Studio Closer
Anitta usa look total Dolce & Gabbana – Foto: Gui Paganini (Thebox.AG), com edição de moda de André Phillipe, direção de arte de Thiago Batista, beleza de Silvio Giorgio (Capa MGT), produção executiva Thebox.AG (Rodrigo Crespo & Stella Sett), set design de João Arpi (agradecimento Micasa) e tratamento de imagem Studio Closer

Se, na época da quiromancia, ela não acreditou na chegada do sucesso, hoje crê em (quase) tudo. “Falou numa crença, religião, tô indo. Adoro”, ri ela, apaixonada desde sempre pelo universo esotérico e místico. Com um dos primeiros salários, comprou uma bruxinha (com vela) que o irmão quebrou e a mãe assumiu a culpa – motivo de discussão até hoje na família.

Ariana convicta, diz ter um coração mole. “Compro briga de todo mundo. Essa é uma m… Se sou sua amiga e você conta que fulano fez uma sacanagem, esse alguém morreu para mim”, esbraveja. Mas, se pedir desculpas, perdoa e acabou.

Esse jeito espevitado e intenso se reflete também no amor, terreno no qual as decepções não a desencorajam. “Me entrego e é isso aí. Se der errado, acabou. Next! Paciência… Eu acho mais prático, mais dinâmico. Se não, você não vive as coisas.” Por isso, prefere se jogar de uma vez.

Uma dúvida recorrente é sobre as intenções de quem se aproxima. “É muito difícil viver e não enlouquecer com essas coisas na cabeça”, analisa. Essas frustrações da vida adulta não são temas de divã. A cantora até tentou fazer terapia, no passado, mas se estressou. Tem vezes que liga para a melhor amiga para desabafar. Mas, se precisar, verbaliza até com desconhecidos.

Anitta usa look total Colcci - Foto: Gui Paganini (Thebox.AG), com edição de moda de André Phillipe, direção de arte de Thiago Batista, beleza de Silvio Giorgio (Capa MGT), produção executiva Thebox.AG (Rodrigo Crespo & Stella Sett), set design de João Arpi (agradecimento Micasa) e tratamento de imagem Studio Closer
Anitta usa look total Colcci – Foto: Gui Paganini (Thebox.AG), com edição de moda de André Phillipe, direção de arte de Thiago Batista, beleza de Silvio Giorgio (Capa MGT), produção executiva Thebox.AG (Rodrigo Crespo & Stella Sett), set design de João Arpi (agradecimento Micasa) e tratamento de imagem Studio Closer

Se, na última década, Anitta fez muito mais do que imaginou, em 2020 quer desacelerar, brincar com a agenda sem a pressão de ir atrás de recordes. Está na dúvida, inclusive, se permanece no Rio ou vai morar um tempo fora. De certo, passará o Carnaval no Brasil, com o Bloco das Poderosas desfilando por Salvador (21.02), Rio (29.02) e São Paulo (01.03).

Com ritmo menos insano, pretende ser mais seletiva. Prova disso é a confirmação como atração do Coachella – um dos principais festivais de música do planeta, em abril de 2020. Depois, vai deixar a vida levar. “Não tem problema desacelerar, parar um pouco, não ser o centro das atenções e nem a número 1 o tempo inteiro”, pondera.

Anitta usa look total Colcci - Foto: Gui Paganini (Thebox.AG), com edição de moda de André Phillipe, direção de arte de Thiago Batista, beleza de Silvio Giorgio (Capa MGT), produção executiva Thebox.AG (Rodrigo Crespo & Stella Sett), set design de João Arpi (agradecimento Micasa) e tratamento de imagem Studio Closer
Anitta usa look total Colcci – Foto: Gui Paganini (Thebox.AG), com edição de moda de André Phillipe, direção de arte de Thiago Batista, beleza de Silvio Giorgio (Capa MGT), produção executiva Thebox.AG (Rodrigo Crespo & Stella Sett), set design de João Arpi (agradecimento Micasa) e tratamento de imagem Studio Closer

Se o futuro de Anitta era incerto há 10 anos, quem dirá agora com tamanhas conquistas? Seja na música (área onde pretende começar a produzir) ou atuar (na TV ou no cinema), sua determinação guiará o sucesso. E como diz: o que tiver de ser, será. “Se não acontecer, tá ótimo também. Porque, se eu programo e não acontece, fico com um ódio…”.

Leia mais:
Anitta quer atuar: “se envolver estudar e aprender coisa nova, eu topo”
Signo errado? Astrólogo defende novas datas para horóscopo
Dancin’ Days: a moda está na onda da era disco