Fotos: reprodução
Fotos: reprodução

Por Luigi Torre

Uniformes, principalmente os militares, estão em alta. Mas o problema deles (e o paradoxo com sua importância na moda) está na própria palavra: uma única forma. Ou, para ser mais claro, todo mundo igual. Dries Van Noten quer mudar essa noção. Seu inverno 2015 é quase como um exercício sobre a desconstrução do uniforme e uma ode à máxima individualidade.

Começa com uma série de looks beges e utilitários, pontuados por seus famosos tecidos opulentos e maxicolares florias. Em seguida, sobreposições e mil e uma formas de combinações dos mais variados brocados, bordados, jacquards, peles e estampas, são como camadas de história e personalidades. São roupas aparentemente simples, pelo menos em suas formas já conhecidas e silhueta. Porém, com tratamento de alta-costura e styling tudo-junto-ao-mesmo-tempo, falam de algo bastante pertinente.

Algo como uma couture-casual, cheia de identidade, em reação à fadiga generalizada com a atual massificação homogênea da moda. Embalados por hits de Beyoncé e The Hole à capela, fica evidente que esse exército não se une por um mesmo visual, mas por sua multiplicidade.

Confira uma seleção dos looks desfilados nesta quarta-feira (04.04) pela Dries Van Noten durante a temporada em inverno 2015 da semana de moda de Paris.