Bazaar entrevista: Claudio Castiglioni, general manager da Tod’s

O executivo falou sobre as perspectivas da marca no Brasil e o futuro da moda

by elav

Bazaar teve a chance de conversar com Claudio Castiglioni, global general manager da Tod’s desde 2007, que está no Brasil para uma série de eventos que ocorrem no ponto de venda do Shopping J.K Iguatemi. Abaixo, alguns dos highlights do bate-papo.

Tradição vs modernidade

A Tod’s é conhecida pelo seu trabalho primoroso em couro, que executa desde sua fundação, em 1920. “Uma das coisas mais importantes da companhia é o fato de termos artesãos que ensinam as novas gerações os primeiros grandes passos do trabalho manual e isto nos torna especialistas. Temos pessoas que trabalham conosco há muito tempo e que acabam passando o cargo para os seus filhos,  é assim que o conhecimento é transmitido”, conta Claudio sobre as técnicas que a marca emprega. “Mas, como vivemos na modernidade, adicionamos certos elementos, como a estamparia a laser, que é uma técnica contemporânea e inovadora. Procuramos, também, incorporar novos materiais aos nossos clássicos sapatos, adicionamos detalhes em diferentes tipos de metais, feitos de diversas maneiras”, complementa sobre o comprometimento da marca com a tecnologia. Castiglioni revela, com orgulho, que seus produtos continuam sendo produzidos à mão na Itália, onde se encontram as fábricas próprias da marca.

Perspectiva

“Eu amo o Brasil, aqui as pessoas têm bastante o que falar e possuem um senso de moda bem orientado. São ávidos por novidades”, diz. “É um dos países de maior importância para o mercado de luxo. Mesmo com a crise, conseguimos abrir duas lojas em São Paulo. Estamos sensíveis ao momento que o país vem passando e de olho em novas oportunidades”, conta Claudio sobre o que a marca acredita para o futuro do país.

Estilo e mercado

“A Tod’s tem a sorte de ter alguns produtos que são realmente icônicos, nossos clientes nos procuram pela excelência em certos produtos – que se mantêm na moda através dos anos”. É o caso dos sapatos flats, principalmente os mocassins da grife, que fazem sucesso onde quer que sejam vendidos. “Usar salto alto empodera toda mulher, mas não é qualquer uma que consegue usar flat shoes. Sem dúvida, eles são para uma mulher consciente de suas atitudes”.

See Now, Buy Now 

“Minha teoria é que atualmente ocorre uma confluência de mercado”, teoriza Claudio sobre as mudanças que estão ocorrendo nos calendários de moda mundiais. “Devido às mudanças na comunicação, o consumidor agora vê, ama e quer comprar agora”, acrescenta. Claudio é ciente das necessidades dos consumidores, e nos conta que sempre achou estranho comprar roupas antes das estações. “Comprar casaco de frio no verão parece loucura”, brinca.