Jazz Egger - Foto: Reprodução/Instagram
Jazz Egger – Foto: Reprodução/Instagram

A indústria da moda tem seu discurso de diversidade cada dia mais afiado, abraçando uma nova leva de tops “plus size” lideradas pela diva Ashley Graham, mas, no dia a dia, muitas garotas reclamam que continuam levando “bronca” das agências por estarem, supostamente, grandes demais.

Com 20 anos, a britânica Jazz Egger, que acaba de se mudar para Nova York, gravou um vídeo que fez sucesso no YouTube, e já supera as 10 mil visualizações. Nele, ela conta que mede 1,77 metro e pesa 50 quilos, mas que, ainda assim, ouviu de uma agência que está acima do peso para conseguir trabalho.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Jazz Egger - Foto: Reprodução/Instagram
Jazz Egger – Foto: Reprodução/Instagram

“Me disseram que sou grande demais para ser modelo. Mas tenho 1,77 metro de altura e peso 50 kg – e falaram que preciso perder peso! Como isso é possível? Isso é muito maluco”, desabafou a jovem.

Jazz Egger - Foto: Reprodução/Instagram
Jazz Egger – Foto: Reprodução/Instagram

“Nessa indústria, começamos muito jovens, com apenas 14 anos, às vezes. Imagina uma criança de 14 anos ouvindo que ela está gorda demais?”, questiona. “Não é a primeira vez que me disseram que eu era grande demais, e já cheguei ao ponto de passar fome. Eu comia tipo 100 calorias por dia para entrar nos padrões da indústria da moda”, denuncia.

Assista a íntegra:

Leia também:
Ashley Graham renova parceria com grife italiana de moda
Adriana Lima fala sobre a pressão de ter o corpo perfeito
Modelo plus size lança campanha de moda praia sem Photoshop