Daniel Lee reforça a nova identidade da Bottega Veneta

Peças statement e acessórios bold dão a cara do Verão 2020 da marca italiana

by redação bazaar
Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

Por Marcela Palhão e Silvana Holzmeister

Quando Daniel Lee estreou como diretor criativo da Bottega Veneta, na estação passada, era uma promessa. Suas criações viraram desejo imediato, o que tornou seu segundo desfile um dos mais aguardados da atual semana de moda de Milão. E ele não decepcionou. A coleção veio recheada de peças cobiçadas.

A coleção brinca com proporções, conduzidas por uma sutil linha esportiva. A ênfase aparece principalmente nas bermudas, detalhes e franzidos. O couro surge em várias peças, com destaque para os anoraks. No balanço geral, esta segunda coleção traz uma alfaiataria menos experimental e de maior alcance.

Nos acessórios, predomina um acento bold. As sandálias com maxitrançado prometem ser sucesso, assim como a vasta seleção de bolsas: da versão maxi, no tressê clássico da marca, às clutches.

Veja as 10 coisas que amamos da apresentação:

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

O vestido, apesar de transparente, fica moderno com o detalhe do tecido amarrado em tons terrosos, além da bolsa e da sandália seguindo o mesmo tom.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

O casaco de couro preto tem dois pontos incríveis: o shape oversized e a cintura baixa de elástico.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

O decote transpassado moderniza o vestido de tricô, que combina perfeitamente com a sandália característica da label.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

A coleção tem uma pegada utilitária, que pode ser vista no vestido de botões. Destaque para os ombros altos e geométricos. Aposta da Bottega Veneta, a maxi-bolsa volta ainda maior.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

O look all jeans fica mais elegante com o sapato de bico quadrado e a clutch estruturada.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

O estilo despojado do vestido é possível pela modelagem que remete à regata. O tecido canelado é praticamente transparente, mas ganha elegância com a mistura de cores.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

Além do shape maior, o casaco laranja ganhou bolsos e mangas oversized.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

Com o sobretudo em caramelo, o vestido de paetê laranja se torna opção viável para o dia a dia.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

O trench coat preto é uma peça-chave para se ter no guarda-roupa, já que é atemporal e elegante.

Foto: Reprodução/Now Fashion

Foto: Reprodução/Now Fashion

Acinturado e com o shape reto, o macacão em couro preto é uma versão moderna e elegante da peça utilitária.

Leia mais:
10 coisas que amamos no verão 2020 da Fendi
10 coisas que amamos no verão 2020 da Emporio Armani
Utilitarismo e feminilidade: a dualidade de Max Mara na MFW