Emanuel Ungaro, 2002 - Foto: Getty Images
Emanuel Ungaro, 2002 – Foto: Getty Images

O estilista Emanuel Ungaro morreu neste sábado (21.12), em Paris, aos 86 anos. Conhecido por designs femininos, adornados com babados e bolinhas e por uma paixão pela cor fuchsia, o designer fundou sua marca homônima de alta-costura em 1965 e se aposentou do mundo da moda em 2004. “Mesmo ele tendo deixado a casa em 2004, continuou inspirando a marca assim como o mundo da moda internacional. Seu trabalho continuará sendo lembrado como sinônimo de sedução e extravagância, drapeados coloridos, mistura de estampas e sua paixão pelas mulheres e sua sensualidade”, disse a marca através de um comunicado.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Para homenagear a trajetória desta importante figura do mundo da moda, veja abaixo uma linha do tempo da carreira e da marca de Emanuel Ungaro:

1965
Emanuel Ungaro, que teve Cristóbal Balenciaga como mentor, lança sua própria marca em Paris.

1967
Ungaro apresenta sua linha ready-to-wear e abre uma loja na Avenue Montaigne, em Paris.

Alta-costura, 1992 - Foto: Getty Images
Alta-costura, 1992 – Foto: Getty Images

1969
O designer ganha o Neiman Marcus Award.

1973
A casa Emanuel Ungaro apresenta sua linha masculina.

1980
Ungaro ganha o prêmio Golden Thimble por seu trabalho com alta-costura.

Diva - Foto: Divulgação
Diva – Foto: Divulgação

1983
A marca lança seu primeiro perfume, chamado Diva.

1996
Salvatore Ferragamo compra a Ungaro.

2001
Ungaro apresenta sua última coleção ready-to-wear, entregando as rédeas para Giambattista Valli, mas continua criando peças de alta-costura.

2004
Ungaro se aposenta e Valli deixa a marca para criar sua própria label. Vicent Darré substitui Valli no cargo de diretor criativo.

Desfile de 1991 - Foto: Getty Images
Desfile de 1991 – Foto: Getty Images

2005
A Ferragamo vende a companhia para o empresário Asim Abdullah, baseado em São Francisco e especialista na área digital.

2006
Peter Dundas sucede Darré como diretor criativo. Mounir Moufarrige é nomeado presidente e chefe executivo da marca.

2007
Esteban Cortázar sucede Dundas como diretor criativo da Ungaro.

2008
A marca faz uma parceria com a Avon para lançar os perfumes U by Ungaro for Her e U by Ungaro for Him. Reese Whiterspoon aparece na campanha do produto feminino.

2009
A companhia quebra vínculos com Cortázar por ele se negar a trabalhar com uma celebridade. A estilista pouco conhecida Estrella Archs se une a “conselheira artística” Lindsay Lohan em uma tentativa de dar um pontapé na marca. Moufarrige renuncia e Ungaro nomeia Marie Fournier como nova gerente geral.

2010
Ungaro rompe os laços com Lohan, Archs e o estilista de peças masculinas Franck BocletGiles Deacon é apontado como novo diretor criativo.

2012
A companhia fecha negócio com Aeffe para relançar sua linha de luxo e denomina Fausto Puglisi como diretor criativo da casa.

Verão, 1992 - Foto: Getty Images
Verão, 1992 – Foto: Getty Images

2017
Puglisi deixa a Ungaro, que contrata Marco Colagrossi como diretor criativo para a linha feminina da marca.

2018
Marco Colagrossi deixa a Ungaro e as coleções da marca são projetadas pelo estúdio.

Leia mais:
John Galliano e seu legado na moda
Alexandre Vauthier: de assistente fashion a estilista preferido das celebs
Rick Owens: de falsificador a renomado estilista