Lapidações inusitadas estão em alta no universo das joias

Veja as dicas das especialistas Debora Lucki e Camilla Guimarães, da empresa Julls

by redação bazaar
Fabi Malavazzi - Foto: Divulgação

Fabi Malavazi – Foto: Divulgação

Um olhar apurado para levar o que tem de mais bacana e autoral da joalheria brasileira para o mercado exterior tem feito da Julls, empresa de representação e posicionamento de marcas de joias em multimarcas internacionais, ganhar cada vez mais espaço neste ramo.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Bazaar entrevistou as sócias, Debora Lucki e Camilla Guimarães que se preparam para apresentar 10 joalherias aos principais buyers das multimarcas mais requisitadas de Nova York, até o dia 7 de junho.

Camilla e Debora levarão as marcas AMPM, Atelier Schiper, Cleison Roche, Cyntia Tomi, Dorion Soares, Eduarda Brunelli, Fabi Malavazi, Fiszman Jewel, Ruth Grieco e Verachi em visitas marcadas na Bergdorf Goodman, Moda Operandi, Net a Porter e Borken English, entre outras.

Vocês já estão na sétima edição de encontros com buyers das multimarcas internacionais em NYC e dessa vez levarão dez novas marcas brasileiras. Quais as principais tendências e estilo de joias que estão apostando?
Apostamos cada vez mais nas gemas coloridas brasileiras e em lapidações inusitadas, como é o caso da coleção Índios da Fiszman que traz folhas e penas esculpidas em diferentes tons e tamanhos de turmalinas, e a Verachi com a mistura rica de gemas importantes. O mix de materiais é uma tendência forte como o uso do tucum, semente da floresta brasileira e o osso usado de maneira geométrica pela Eduarda Brunelli. Na nossa curadoria priorizamos design autoral, além de temas ligados a brasilidade como as peças minimalistas e sofisticadas da Fabi Malavazi e os bichos da coleção Preserve da Atelier Schiper.

Eduardo Brunelli - Foto: Divulgação

Eduarda Brunelli – Foto: Divulgação

Qual estilo de joia que o norte americano mais gosta?
Os americanos gostam de gemas coloridas principalmente em tons frios como o verde e o azul. Pedras que são pouco valorizadas no mercado nacional como malaquita e lápis-lazúli tem grande aceitação no mercado internacional.

Vocês usam joias para compor o look do dia a dia de vocês e quais?
No dia a dia urbano usamos joias mais minimalistas e dos nossos clientes, é claro! Como Aron Hirsch, Carolina Neves, AmPm, Officinale e Fabi Malavazi.

Leia mais:
Elegemos as joias mais marcantes do tapete vermelho de Cannes

Cannes: 10 ideias de vestido de noiva direto do red carpet
Cannes: calça é opção para eventos luxuosos
Os makes mais marcantes do Festival de Cannes
Coques dominam o Festival de Cannes
Brasilidade e glamour no primeiro dia de Festival de Cannes