Por Luigi Torre

Tropicalismo abstrato é a expressão que mais se aproxima do verão 2016 da Marni. Uma coleção que se mostra quase como uma grande estudo e experimentação livre com formas, cores e materiais.

Ao som de Baltimore, de Nina Simone, túnicas retas de alças largas, calças amplas com abas laterais, vestido telados, saias com cortes assimétricos, bordados e estampas cubista de coqueiros, jaquetas de couro alongadas, e vestidos com formas orgânicas, se sobrepõem constante e espontaneamente, numa verdadeira explosão de criatividade.

Se escapismo é um movimento forte nas passarelas desta temporada, para Consuelo Castiglioni ele tem um significado ainda maior: a fuga das regras e convenções do vestir. Em outras palavras, carta branca para criar e desenhar livremente.