Por Carolina Overmeer

Bia Martinez - Foto:Divulgação/Jhonatan Chicaroni
Bia Martinez – Foto:Divulgação/Jhonatan Chicaroni

As obras mais recentes de Bia Martinez são tapeçarias estonteantes em que ela manipula luz e sombra ao picotar os fios da superfície de um jacquard preto e branco, criando sensações inesperadas de volume. De longe, elas parecem esculturas tridimensionais. “É um tecido produzido industrialmente, que possibilita personalização”, comenta a artista, tesoura em punho, enquanto apara uma de suas peças.

Brasileira, formada em Artes Plásticas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e mestre em design têxtil pela Philadelphia University, Bia aprofundou-se em construção têxtil em jacquard com multicamadas e trabalhou durante anos para a Calvin Klein, em Nova York, desenvolvendo tecidos e estampas especiais.

Atualmente, ela cria coleções para a marca Empório Beraldin, em São Paulo. Seu sucesso, porém, vai além do comercial: ao promover o en-contro de seu dote artístico com as técnicas adquiridas, ela desenvolveu tecidos como o Franja, que ganhou o Prêmio Museu da Casa Brasileira em 2012; e o Picote, que levou menção honrosa pela mesma instituição no ano anterior, entre outros premiados. Picote, aliás, é o jacquard que dá origem às tapeçarias de parede já mencionadas, que vão conquistando o mundo. “As obras estão se espalhando, pendurei uma em Milão, para o diretor criativo da Ermenegildo Zegna, duas em Nova York e duas em São Paulo”, comemora a artista.

O painel Oca, feito por Bia Martinez, localizado no Hotel Fasano do Rio de Janeiro - Foto:Reprodução
O painel Oca, feito por Bia Martinez, localizado no Hotel Fasano do Rio de Janeiro – Foto:Reprodução

Mas, atenção: Bia Martinez não quer (nem deve) ser taxada como artista têxtil. “Hoje, crio tapeçarias, mas já fiz esculturas e tenho muitas outras vontades. Desenhar móveis é uma delas, que devo realizar em breve”, avisa.

A maneira mais rápida de ver o trabalho de Bia Martinez é dar uma chegadinha no hotel Fasano do Rio. É dela o lindo painel de toile de jouy com cenas da Amazônia que fica atrás da recepção.

Assine a Harper’s Bazaar