Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (15.09), Rachel Maia deixa seu cargo de CEO da Lacoste. Em comunicado emitido pela marca e pela executiva, Rachel afirmou que sente que realizou, aprendeu e transformou muitos aspectos durante sua jornada no universo corporativo, mas que sente que este é o momento para retribuir o que aprendeu ao longo das empresas que trabalhou.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

“Todos sabem como construí minha carreira até aqui, as dificuldade, as conquistas. Sempre trouxe na bagagem experiência e vontade de aprender, transformar e realizar. Sinto que realizei, que consegui aprender, ensinar e transformar, e esse sentimento me motiva a pensar na próxima viagem. Assim foi em todas empresas que trabalhei e agora na Lacoste, onde estou há dois anos na presidência”, disse Rachel através do comunicado.

“Acredito que já trilhei boa parte da minha jornada no universo corporativo. Chegou a hora de retribuir tudo o que aprendi, de viver a diversidade para além da minha cor. Vou concluir projetos e iniciar outros, concluir meu livro, formar outras mulheres (e homens, porque não?), impactar jovens da periferia através da Educação por meio do Projeto Capacitame e outros, sentar em cadeiras de empresa que procuram meus conselhos e dar consultoria no mercado varejista. Tem um horizonte infinito a minha frente”, acrescenta.

Depois de oito anos como CEO da Pandora no Brasil, Rachel Maia assumiu a presidência da Lacoste em novembro de 2018. A empresária também está se dedicando à sua biografia. A trajetória da infância pobre na periferia de São Paulo, quando ajudava a mãe a fazer faxina, até a bem-sucedida carreira de CEO promete ser mais do que uma inspiração