Rosie Huntington-Whiteley, Elisa Sednaoui e Karolina Kurkova, cada uma a seu modo, trocaram os vestidos pelos terninhos em eventos de gala - Fotos: Getty Images

O frenesi pelos vestidos usados nos red carpets mais badalados pode mudar de foco. Os longos cheios de brilhos e babados andam disputando espaço com terninhos de pegada bem masculina. A alfaiataria para elas aparece com frequência em passarelas como as de Yves Saint Laurent – inventor do smoking feminino, em 1966 – e já entrou no closet cotidiano de muitas mulheres. Mas nossos radares notaram que a disputa fashion anda dominando também os eventos de gala.

Look da passarela de inverno 2013 da Yves Saint Laurent - Foto: Getty Images

Para fugir da uniformização que a ideia pode sugerir, truques de styling são fundamentais, como variar cores e acessórios. Vestir seu terninho sem nada por baixo pode ser extremamente sexy; assumir sua porção menino, com smoking e mocassins envernizados, também. Tons vibrantes podem ser importantes aliados na brincadeira.