Foto: Divulgação

Por Li Lacerda

É de um pequeno ateliê com uma equipe formada por poucas pessoas em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, que se revela um caso de sucesso do empreendedorismo de moda: a grife Junior Costa.

Foto: Divulgação

Sucesso entre as fluminenses, a marca que em suas coleções valoriza o design minimalista e contemporâneo brasileiro, tem um olhar sensível para várias vivências com o mundo, seja na arquitetura, paisagismo, poesia, canção ou nas formas puras da natureza.

Foto: Divulgação

A label, como empreendedorismo, é um diferencial inspirador para um setor cada vez mais globalizado e que atualmente tem no fast fashion sua grande força. Com a valorização da economia local, colaboradores e fornecedores da região, além de matéria-prima de qualidade, a Junior Costa é reconhecida como um produto bem elaborado e por sua força na economia criativa.

Os sócios Inácio Junior Costa e Diogo Zacher Vardiero – Foto: Divulgação

A grife nasceu há oito anos em um stand na feirinha de Itaipava, um espaço que durante anos reuniu boas marcas autorais e fez sucesso no estado do Rio de Janeiro. No início, toda criação e produção era feita na casa dos sócios Inácio da Costa Junior e Diogo Zacher Vardiero, parceiros nos negócios e na vida. Com marketing orgânico entre os clientes que compravam e indicavam a marca por seu bom design e preço justo, a Junior Costa ganhou força e sua primeira loja física. Hoje, além de Itaipava, possui um endereço físico no templo da moda carioca: o bairro de Ipanema. Além do e-commerce, que vende para todo Brasil.

Loja aberta no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro – Foto: Divulgação

Inácio e Diogo criaram uma moda com identidade, contrariando uma frase clássica de Coco Chanel que decretou que moda não é arte, é negócio. Basta observar as peças arquitetonicamente elaboradas pelos dois, para discordar da grande dama da moda. “A coisa mais bonita que aconteceu nessa marca foi a troca que se estabeleceu entre pessoas que fomos conhecendo ao longo da jornada. Que essa troca continue nos nutrindo a viver momentos memoráveis e cheios de aprendizados,” diz Inácio.  “Há pessoas que acreditaram e deram a sua energia para existir esse projeto, que vai sempre amadurecendo e encontrando o seu melhor formato”, completa Diogo.