Rentrayage – Foto: Divulgação

Por Cristiane Peixoto

A palavra da hora, upcycling, por três marcas que apostam em uma moda sustentável cheia de estilo. Anotem aí:

Rentrayage

Rentrayage – Foto: Divulgação

Nas mãos de Erin Beatty, fundadora da marca, o que era velho, vira novo. Este é o conceito da Rentrayage (o nome vem do francês, remendar, cerzir) cujas coleções são produzidas usando tecidos vintage, roupas usadas e deadstock (estoque ‘morto” de tecidos) resultando em peças únicas ou em edições limitadas. E mais um detalhe importante: tudo made in NY e Brooklyn. Bazaar ama os moletons com detalhes aplicados. @rentrayage

Chopova Lowena

Chopova Lowena – Foto: Divulgação

A dupla Emma Chopova e Laura Lowena, colegas da Central Saint Martins, conquistou os corações do mundo da moda com suas “carabiner skirts”; mas a marca tem muito mais a oferecer, com coleções sem gênero ou idade, sempre celebrando o artesanal, suas tradições culturais (búlgura & inglesa) e utilizando materiais reciclados e upcycling. @chopovalowena

Marvin Ruby

Marvin Ruby – Foto: Divulgação

Nada mais americano do que um belo quilt, aquelas colchas de retalhos feitas a mão. Mas se o quilt remete a tradição, as coleções da Marvin Ruby têm um toque moderno sem abrir mão do conforto. Arlena Armstrong garimpa quilts antigos por brechós e feiras de antiguidades, transformando-os em peças “one of a kind”, ou seja, uma vez vendidas, não são replicadas. @shopmarvinruby