Marcella Tranchesi tem cozinhado muito em casa – Foto: Reprodução/Instagram/@matranchesi

Quem não cozinhou ao menos um pouco nesta quarentena que levante a mão! As receitas de família voltaram com tudo para as nossas vidas. E vem chegando o inverno: a estação do frio tem relação direta com a redução da imunidade – e isso, somado à ameaça do novo coronavírus, pede cuidado redobrado com a saúde.

Veja os destaques do universo da saúde e da beleza na coluna semanal Drops de Beauté.

WHAT’S NEW

Comfort Food: alívio físico e psicológico em tempos de quarentena

Por que fizemos de bolos, massas e alimentos que remetem à infância nossos aliados na cozinha – e por que, consumidos com moderação, eles fazem bem à saúde neste momento

Farinhas, preparações para bolo, ingredientes de confeitaria e panificação – tudo isso nunca esteve tão presente nas nossas listas de mercado como agora. A explicação? Trata-se de ingredientes típicos de comfort food, aquela culinária afetiva que lembra aconchego e remete a momentos e experiências especiais que ficaram na memória.

“Por causa do isolamento, muito favorável a instabilidades emocionais, o período de pandemia é muito propício para as pessoas buscarem conforto nas comidas”, explica a nutróloga Marcella Garcez, professora da Associação Brasileira de Nutrologia.

Ela explica que o conceito de comfort food teve origem nos Estados Unidos e é definido no Webster’s Dictionary como “alimento gratificante, preparado de forma simples e tradicional, que lembra a casa, a família e os amigos”.

Podem ser desde comidas caseiras, receitas de família, sobremesas tradicionais, até alimentos saudáveis, com composição, textura e temperatura agradáveis. “O preceito da culinária comfort é a simplicidade”, diz a médica.

Segunda a doutora, ela garante inúmeros benefícios físicos e mentais à saúde. “As comidas podem proporcionar alívio emocional ou sensação de prazer em situações de fragilidade, ao remeter a lembranças de lugares ou experiências positivas do passado”, diz a médica. “Já com relação ao conforto físico, essas comidas são aquelas cujas características (composição, textura, facilidade na mastigação e temperatura) proporcionam bem-estar físico, além do emocional”, afirma.

Mas é bom ter cuidado com excessos: “o consumo exagerado de alimentos que trazem conforto e prazer imediato pode causar desequilíbrios metabólicos”, ensina a nutróloga. “A alimentação é prioridade em tempos de pandemia, por vários motivos. Todas as vezes que você consumir alimentos que podem impactar negativamente a saúde, faça boas escolhas na sequência para compensar. Em uma dieta saudável tudo pode ser incluído, com ponderação”, finaliza.

Prepare-se para a chegada do inverno com florais e óleos essenciais

Foto: Pixabay

A estação do frio tem relação direta com a redução da imunidade – e isso, somado à ameaça do novo coronavírus, pede cuidado redobrado com a saúde

Além de se manter em casa, alguns hábitos podem ajudar a manter o corpo mais forte e ainda recuperar o bem-estar. O uso de terapias alternativas, como os florais alquímicos e os óleos essenciais é comprovadamente eficaz. Os compostos naturais não têm efeitos colaterais e podem ser usados por todas as idades.

Florais alquímicos

São remédios vivos, que trazem bem-estar, diminuem os níveis de ansiedade, e podem oferecer sensação de calma, clareza e segurança, muito necessárias neste momento. “Já que hoje não podemos sair para o mundo ou ter um encontro saudável com a natureza, podemos promover o encontro interiormente, por meio dos florais alquímicos”, explica Joel Aleixo, alquimista da AlkhemyLab by Joel Aleixo.

A dica do especialista é o floral Imunosinergia, para fortalecimento do sistema imunológico, com ação bactericida e antisséptica, e compostos que minimizam situações de ansiedade, medo e pânico, e o Imunidade, para aumentar a resistência corpórea, proteger de doenças contagiosas e auxiliar em tratamentos de resfriados e gripes.

Óleos essenciais

Extraídos da parte mais rica das plantas, visam encontrar o equilíbrio físico, emocional e mental. “Cada planta possui um ativo molecular específico que deverá ser o mesmo do óleo essencial, este é usado na Aromaterapia, por exemplo, como uma ferramenta de apoio para saúde, equilíbrio e bem-estar”, diz Cristiane Pagliuchi, aromaterapeuta da WNF e diretora científica da Vegana. Ela explica que, em cenários de estresse, ansiedade, coação e insegurança, o nosso organismo é diretamente afetado no físico e no emocional.A dica da aromaterapeuta é a lavanda francesa que diminui a ansiedade e auxilia no relaxamento físico e mental.

HITS

Fotos: Divulgação

1. Limpeza Profunda

O esfoliante enzimático (R$ 60), da Sallve, está de volta, com sistema de conservação reformulado. Três tipos de esfoliação promovem renovação poderosa na pele, melhorando a aparência dos poros.

2. Floral amadeirado

O novo Eau de Parfum Irresistible (R$ 319, 50 ml), de Givenchy, tem inspiração na rosa e toques de madeira, pera e íris. É pura energia e feminilidade.

3. Ataque às rugas

Retinol B3 (R$ 219) é a novidade de La Roche-Posay: o sérum concentrado antirrugas é formulado com retinol concentrado, vitamina B3 e água termal. Uniformiza e restaura todo tipo de pele, até as mais maduras.

4. Lábios inspirados

A Face It lança quatro novas cores de seu batom matte vegano (R$ 69), da linha Be An Inspiration: Sexit (rosa chá), Get Horny (nude rosê), Addicted (coral) e Scandal (cereja).

5. Boa notícia

Essa é para as mais de 100 mil meninas na fila de espera pelos ácidos da Creamy: o mandélico e o glicólico (R$ 63), que foram sucesso absoluto e esgotaram no site, voltam ao e-commerce no final de julho.