Gucci apresenta exposição sobre Nick Cave

O músico é amigo pessoal de Alessandro Michele

by Marcela Palhão
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Reforçando que a moda faz parte do universo das artes, a Gucci lança outro projeto para incentivar atividades culturais: a marca vai patrocinar uma exposição sobre músico australiano Nick Cave, chamada “Stranger Than Kindness: The Nick Cave Exhibition”. A mostra ficará em cartaz entre os dias 23 de março e 3 de outubro de 2020, no The Black Diamond – parte da Biblioteca Real da Dinamarca -, em Copenhagen.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

A iniciativa não chega a ser surpreendente, já que Alessandro Michele, diretor criativo da Gucci, tem um relacionamento muito próximo a Cave, que está sempre presente dos desfiles e eventos da marca, incluindo o LACMA’s Art + Film Gala, que aconteceu no início do mês em Los Angeles.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A exposição irá apresentar um olhar dentro do universo criativo de Cave, através de instalações de grande escala e paisagens com experiências sonoras. Além disso, mais de 300 objetos da coleção pessoal do músico, que faz parte do acervo do Arts Centre Melbourne, a coleção da Biblioteca Real da Dinamarca e algumas peças de coleções privadas.

Viajando por mais de 50 anos da carreira e da vida pessoal de Cave, a exibição contará com obras originais, letras de músicas escritas a mão, fotos, vídeos, cenografias e uma coleção de artefatos pessoais, que dão uma narrativa imersiva através de oito salas. Além das peças, os sons dos ambientes foram compostas e gravadas especialmente para a exibição por Cave e pelo músico Warren Ellis, que também é um membro da banda Nick Cave e the Bad Seeds.

A retrospectiva foi desenvolvida por Christina Back, coordenadora da Biblioteca Real da Dinamarca, e Janine Barrand, diretor das coleção do Arts Centre Melbourne, já que os dois institutos colaboram no projeto.

The Black Diamond serve como um braço cultural da Biblioteca Real da Dinamarca, um prédio antigo no centro de Copenhagem e que abriga uma das maiores coleções de livros raros, manuscritos e arquivos de artistas da Norte da Europa. A extensão, construída em 1999, contrasta com a antiga biblioteca, por ter um design moderno, feito em granito preto, com ângulos irregulares, criado pelos arquitetos Schmidt, Hammer e Lassen.

Leia mais:
Gucci + skate: conheça o relógio “Grip”
Gucci lança livro com Harmony Korine
Instituto Tomie Ohtake apresenta exposição da moda italiana