Busca Home Bazaar Brasil

“Maria Antonieta” é a obra-prima de Sofia Coppola

Fashion filme da semana traz Kirsten Dunst como uma das maiores fashionistas da história

by Beatriz Poletto
Cena do filme "Marie Antoinette", de Sofia Coppola - Foto: Divulgação

Cena do filme “Marie Antoinette”, de Sofia Coppola – Foto: Divulgação

Sofia Coppola é uma diretora de cinema que, como poucos, tem olhar apurado para a indústria fashion. Seu trabalho em “As Virgnes Suicídas”, “Bling Ring” e até em “O Estranho Que Nós Amamos” mostra a escolha do figurino e de uma direção de arte que cabe aos olhos de quem aprecia a moda. Com maestria, Sofia sabe usar elementos – entre peças de roupas e cenários – que enriquecem a obra, inserindo sutilmente uma mensagem artística. E foi o que ela fez principalmente em “Maria Antonieta”, clássico que foi escolhido como o fashion filme da semana.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

Filha de um dos maiores diretores da história (Francis Ford Coppola), a americana abusou de sua finesse para contar a história de Maria Antonieta. A obra conta a história da icônica, porém malfadada rainha da França no século 18. A trama passa desde seu casamento arranjado com Louis XVI aos 15 anos, até a queda de Versailles, aos 19 anos. Kirsten Dunst foi escolhida para encarnar uma das maiores fashionistas que o mundo já conheceu – a atriz e a diretora possuem a famosa relação de amizade e profissionalismo, como Scorsese tem com Leonardo DiCaprio.

Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

O filme conquistou apenas uma estatueta do Oscar: melhor figurino, por Milena Canonero. O segmento é o pilar do filme. Na verdade, toda a direção de arte é. O estilo usado na era Rococó era extremamente rico em detalhes, adornos e excessos. O período sucedeu o barroco e antecedia a era Vitoriana, fazendo do visual dos afortunados absurdo. Saias volumosas, mangas bufantes, cinturas minúsculas, espartilhos, ancas e cabelos de dois metros. Isso é uma realidade – e não ficção.

Até os homens se maquiavam e se vestiam com peças pomposas. Perucas também eram comuns. E, no make, quanto mais a pele branca, bochechas rosadas e lábios vermelhos, melhor.

Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

O final da história todas sabemos, mas a graça da obra é ver a impecável atuação de Kirsten, a direção incrível do filme e é claro, todo o conjunto da obra. Must-see!

Leia mais:
Gary Oldman: 10 filmes do inglês para assistir
Glenn Close: oito filmes da atriz para assistir já
“The Dressmaker” fala sobre uma vingança fashionista
“Bonequinha de Luxo” é um sonho fashionista
“Cinderela em Paris” é um must para os amantes da moda
“Trama Fantasma” tem Daniel Day-Lewis como renomado costureiro
Fashion filme: “Cisne Negro” é sobre delírio e obsessão
“Manolo: The Boy Who Made Shoes for Lizards” é o fashion filme da semana
“Prêt-à-Porter”: fashion filme da semana é uma sátira fashion