Foto: Getty Images

Ícone do poder feminino, Nancy Pelosi entrou para a história ao ser a primeira mulher a assumir o cargo de Representante da Câmara dos Estados Unidos, entre 2007 e 2011. Hoje, aos 80 anos, a líder norte-americana voltou a ocupar o posto e tornou-se não só na terceira na linha de comando político do país – depois do presidente e do vice-presidente – mas também uma das maiores vozes da oposição à gestão do atual de Donald Trump, nos Estados Unidos.

Mãe de cinco e avó de nove, Nancy não é muito conhecida por dar grandes discursos, mas, certamente sabe fazer-se ser escutada sem nem mesmo pronunciar uma palavra sequer. Enquanto outros fazem barulho, ela utiliza da moda para fazer com que seus ideais permaneçam no consciente de toda uma população e, desta forma, se coloca como uma das vozes mais fortes na luta contra o coronavírus.

Máscara como sinônimo de estilo e saúde

Foto: Getty Images

Terninho fúcsia, sapatos vinho e uma máscara com estampa de cereja – pareando exatamente com o tom de seu calçado. Foi assim que a política norte-americana adentrou o Capitólio para lutar pela aprovação do projeto de auxílio de US$ 3 trilhões para reduzir os impactos econômicos da pandemia em todo o país.

Foto: Getty Images

E, ainda que esse tenha sido um dos momentos mais marcantes de suas aparições usando máscara, foi apenas uma das dezenas de vezes em que Nancy soube utilizar da moda para propagar sua opinião política acerca da magnitude dos efeitos da Covid-19.

Em outras situações, a líder apostou no monocromático para incorporar a peça em seu vestuário. O hábito, que se repete e, aos poucos, vira exemplo e tendência, vai em contrapartida da maneira que Trump, nos EUA; e Bolsonaro, no Brasil, utilizam a máscara. Além de desprezarem sua importância, ambos os presidentes se mostram atrapalhados e extremamente incomodados com o acessório – que é um dos principais métodos de prevenção da doença que ainda não tem tratamento específico.

Foto: Getty Images

A atitude de Nancy é silenciosa, mas grita e é impossível de ser ignorada. Ao dispensar o uso das simples máscaras cirúrgicas brancas e optar rapidamente por versões que exprimem sua personalidade, ela levanta um debate importante sobre o contexto atual e que é capaz de movimentar-se pela moda, saúde, economia, comportamento e pela própria política.