Por Cibele Maciet e Filipa Bleck

Uma instalação in situ com referência aos vitrais de igrejas góticas imaginada pela artista italiana Lucia Marcucci foi o cenário do desfile verão 2021 da Dior. Sob uma chuva fina, o show, com um número reduzido de convidados devido à pandemia, foi montado em pleno Jardin des Tuileries.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Ali, vemos uma ode a saias e vestidos longos em crepe e tule, com bordados nas bainhas e punhos. Quimonos, túnicas e casacos amplos apareceram em versões tie-dye, lisos e bordados, acompanhados quase sempre por turbantes na cabeça. Os vestidos longos em tule serão perfeitos para as soirées de verão. Atenção para as rasteiras de ráfia, que prometem agitar a próxima estação. Veja dez coisas que amamos da coleção:

O cenário

Foto: Reprodução/Instagram/@dior

Como plano de fundo das peças apresentadas, a artista visual italiana Lucia Marcucci concretizou um projeto imaginado, mas nunca antes realizado, de 2011. O resultado foi a criação do que a marca descreveu como “catedral da poesia”, com lightboxes coloridas na forma de vitrais.

A beleza

Foto: Reprodução/Instagram/@guidopalau

Com um time de dar inveja por trás da beleza do desfile, Guido Palau e Peter Philips optaram por olhos bem delineados e coques baixos – na maioria das vezes enfeitado por turbantes, para acompanhar as peças.

O crochê

Foto: Divulgação

A valorização do trabalho manual ficou ainda mais evidente nesta temporada e, no caso da Dior, o crochê é perfeito para criar peças lindas e únicas.

Os quimonos

Fotos: Divulgação

Uma grande aposta da marca para a temporada são os quimonos, que cruzaram a passarela em versões estampadas, bordadas e tie-dye, que ganhou ainda mais força ao longo da quarentena.

As camisas

Foto: Divulgação

Não tem peça mais clássica do que uma boa camisa branca e a marca apresentou a peça com um truque de styling: versões mais amplas ficam com o shape mais justo graças ao uso de um cinto fino.

A transparência

Fotos: Divulgação

Vestidos transparentes e fluidos já se tornaram marca registrada de Maria Grazia Chiuri em seu período à frente da direção criativa da marca.

O vestido

Foto: Divulgação

Feito de renda, com decote baixo e modelagem frente única, este vestido é perfeito para transitar em diferentes situações no verão.

Os bordados

Foto: Divulgação

Os bordados enriqueceram ainda mais as peças.

Saias rodadas

Foto: Divulgação

Com comprimento midi, as saias rodadas e amplas vão desde situações mais formais a looks mais arrumados para curtir um final de dia de verão.

O acinturado

Foto: Divulgação

A maioria das peças acentua as curvas por seres acinturadas e as que não possuem essa características ganharam cintos finos para alcançar este shape.

Veja mais em vídeo: