Hermès, inverno 2011 – Foto: Divulgação

Por Patricia Carta

O desfile de outono-inverno da Hermès foi um verdadeiro espetáculo! Dividido em três fases, une virtualmente New York, Paris e Xangai. Uma forma de manter culturas unidas, metrópoles e, sobretudo, pessoas. Nadège, a diretora criativa da marca, em vídeo behind the scenes, explica a necessidade de peças que nos façam sentir protegidas e com os movimentos livres, em momento de “clausura”. Confere e aprova a apresentação e os ballets que abrem e fecham a exposição trifásica.

Em NY, blocos ondulados laranjas e chão espelhado contrastam com roupas marrons de silhueta 1970. Tops fechados de mangas variadas são usadas com saias mídi plissadas ou pantacourts que dançam de forma rígida e sinuosa com botas de cano longo e franzido.

Em seguida, em Paris, a coleção de modelagem simples desfila clássicos despretensiosos, de inegável elegância. Vestidos slim, bons separates, cintura marcada por cinto fino se destacam. Calças cropped com costuras aparentes em retângulos chamam a atenção. Assim como os bordados pontuais que decoram peças em couro macio e as franjas que surgem aqui e acolá.

Parkas esportivas, jaquetas, ponchos e coletes curtos em cores fechadas se acendem quando usados com segunda pele azul-piscina. As peças se misturam e propõem looks para as 24 horas do dia.

Por fim, um ballet em Xangai. Tricôs e calças de couro preto vestem os bailarinos que criam e recriam o cenário composto por caixas laranja-Hermès. Um processo tocante, no seu todo, com resultado impecável.

Veja abaixo os 10 looks que amamos da coleção, apresentada neste sábado (06.03) de forma virtual: