Prada, verão 2022 – Foto: Divulgação

Prada ou nada”. A expressão fashionista foi atualizada para “Prada ou nada será como antes!” Sim, a coleção de verão 2022, concebida pela dupla Miuccia Prada e Raf Simons, conecta Milão e Xangai simultaneamente, em um desfile lá e cá, presencial e digital, com uma experiência tecnológica e inovadora.

Os questionamentos que a coleção traz de forma metafórica condizem com o período recluso e de interiorização pelo qual o mundo passou. A dualidade entre liberdade e prisão, aberturas e fechamentos, saudade e encontros foi revista pela sociedade pela ótica sanitária pandêmica. Então, nada mais coeso e inteligente do que se vestir destas questões, saias de ares inacabados e glamorosos, ao mesmo tempo, trazem caudas e restos de tecidos que dão movimento e leveza às proporções estruturadas e oversized apresentadas em blazers em alfaiataria e nas jaquetas de couro de ar puído.

Vestidos com barbatanas – que aprisionaram no passado a silhueta feminina – surgem modernizados, agora por costas não abotoadas ou espartilhadas, dando o conforto proposto no styling. Camisetas polo folgadas e de ares masculinos ganham contorno de hastes de lingeries para um suporte comfy e fun, demonstrando o que é estar sexy atualmente.

O inegável é que a soma de tantas questões desperta um desejo imediato de se livrar do passado e mergulhar de cabeça em um futuro com soluções práticas e, ao mesmo tempo, complexas. Assunto que dá muito pano para manga e que as mentes geniais que comandam a Prada sabem bem como nos cutucar. Bravo!

Veja os 10 looks que amamos na galeria: