Foto: Priscila Jammal

Dia dos Namorados é sempre uma celebração de casais, mesmo em tempos de pandemia. E quem está sozinho? Para a designer de joias e estilista Bruna Pegurier, a ausência de um par romântico será mais sentida desta vez do que nos anos anteriores por conta do isolamento social.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Sem um par, começou a se questionar sobre o peso de se estar sozinho nessa data. Foi assim que veio a ideia de convidar Alessandra Sposetti, amiga italiana radicada no Rio que, além de fazer receitas tradicionais de sua região natal, utiliza a comida como escultura e base para fotografia.

Bruna entrou com suas joias em cerâmica e, Alessandra, com o pão modelado em formato de mão. A fotógrafa Priscila Jammal registrou tudo por Face Time. “Pessoalmente, sinto falta de compartilhar miudezas mas confesso que a solteirice me proporciona um campo de experimentação artística e profissional”, diz ela.

Foto: Priscila Jammal

O ponto de partida foi uma conversa de Bruna com um amigo historiador sobre o livro “O Casaco de Marx”, de Peter Stallybrass. “O que mais me marcou foi pensar a moda como testemunha de quem a usa e o consumo como produção de memórias”, explica. Apesar de não ser apegada a bens materiais, ela conta que costuma se apegar a objetos que lhe trazem boas lembranças. “Um exemplo é o casaco que uso nas fotos. Foi comprado em um brechó em Berlim, em um ano que foi muito importante, e a garrafa em forma de galo me dei de presente de aniversário em uma viagem no ano passado.”

Comida também está na sua lista de boas lembranças. “E como não pensar no pão? Alessandra havia feito uma escultura de mão em massa de pão, no ano passado, e pedi que ela tentasse repetir para esse trabalho. Vejo como símbolo de saudade e descoberta. Já a romã empresta a cor e o simbolismo clássico da fertilidade. Nesse caso, fertilidade criativa, tão importante para a gente conseguir reagir e tentar novos meios de viver o hoje.”

Foto: Priscila Jammal

Adepta de joias em porcelana branca e minimalista, Bruna inova acrescentando outros materiais, como cristais e strass em medalhas com iniciais, signos ou trechos de músicas. “Têm sido um sucesso de vendas, principalmente depois de Manu Gavassi usar uma com seu signo no BBB, presenteada pelo namorado”, afirma a designer, que também atua como estilista na marca Eva e tem dado continuidade ao Lascívia Project, sobre o nu masculino, no site de arte erotica Herética.