Quarto de Rita: brinquedos de madeira que decoram

Materiais naturais e garimpos de viagens dão o tom do dormitório da menina de 4 anos em São Paulo

by Luciana Franca
O quarto de Rita, de 4 anos, em São Paulo (foto: Vanessa Zanforlin)

O quarto de Rita, de 4 anos, em São Paulo (foto: Vanessa Zanforlin)

Mãe de Joaquim, de 7 anos, e de Rita, de 4, a fotógrafa Vanessa Zanforlin retrata em imagens e palavras o quarto da caçula, que teve os brinquedos de madeira como ponto de partida da decoração. “Os brinquedos naturalmente decoram também, é onde tudo começa. Madeira, fibra natural e natureza. Neste contexto, o móvel, o chão, o tapete ou o que quer que seja utilizado de suporte para esses brinquedos acaba sendo de um material natural também”, conta Vanessa.

Os brinquedos de madeira decoram e divertem (foto: Vanessa Zanforlin)

Os brinquedos de madeira decoram e divertem (foto: Vanessa Zanforlin)

As referências das viagens da família e de Barcelona, cidade em que ela e o marido moraram por 10 anos e onde nasceu o primogênito, somam-se com o pedaço de oásis em plena São Paulo, onde está localizado o apartamento de 200 metros quadrados, e dão o tom do lar cheio de plantas e com estilo nórdico.

SIGA A BAZAAR KIDS NO INSTAGRAM

“Temos um bosque de Mata Atlântica onde brincamos e caminhamos quase todos os dias. Então, surgem gravetos, folhas, pinhas que sempre entram na brincadeira. Esses são os verdadeiros ‘brinquedos naturais’ que se juntam aos artesanais”, diz ela. “Meu pai faz esculturas em madeira desde que eu era pequena, todos esses elementos acabam relacionados uns com os outros. Me lembro de um carrinho de bonecas meu, quando criança, todo em vime. Quanto mais simples, mais a criança consegue inventar e criar em cima daquilo”, completa ela.

Os irmãos Joaquim e Rita no quarto da caçula (foto: Vanessa Zanforlin)

Os irmãos Joaquim e Rita no quarto da caçula (foto: Vanessa Zanforlin)

Vanessa Zanforlin revela que faz tempo que esse processo de trazer para dentro de casa o elemento natural, artesanal, faz parte da vida dela e do marido. Muito antes das crianças nascerem. “Tudo começou por causa dos objetos antigos da família que temos. Para mim, a decoração de uma casa tem que trazer memórias e, ao mesmo tempo, aquele conforto que te abraça. E aí entram esses elementos mais naturais. Temos também móveis e objetos industriais, mas tentamos que entre nesse contexto.”

Na decoração, tapeçaria de sisal e cestaria (foto: Vanessa Zanforlin)

Na decoração, tapeçaria de sisal e cestaria (foto: Vanessa Zanforlin)

No quarto de Rita, onde os irmãos mais brincam – muitas vezes na companhia de Petita, a linda labradora chocolate -, o tapete na parede de sisal bordado veio da Dinamarca, da Oyoy Living Design, as bolsas de palha foram garimpadas em feiras pelo Brasil afora e uma delas é da marca londrina Olli Ella. Já a cozinha de madeira foi fabricada pelo Ateliê Materno, de Florianópolis.

É no fogãozinho que a pequena mistura o que pega no bosque perto de casa com os alimentos de feltro e madeira. “Temos sempre comidas deliciosas preparadas por ela, pelo irmão, por nós”, avisa a anfitriã.

Outro canto do quarto de Rita (foto: Vanessa Zanforlin)

Outro canto do quarto de Rita (foto: Vanessa Zanforlin)

 

Detalhe dos brinquedos que também decoram (foto: Vanessa Zanforlin)

Detalhe dos brinquedos que também decoram (foto: Vanessa Zanforlin)

 

Aceita um chazinho? (foto: Vanessa Zanforlin)

Aceita um chazinho? (foto: Vanessa Zanforlin)

Na sala de estar da família, a labradora Petita, companheira de brincadeiras de Rita e Joaquim (foto: Vanessa Zanforlin)

Na sala de estar da família, a labradora Petita, companheira de brincadeiras de Rita e Joaquim (foto: Vanessa Zanforlin)

Leia mais:
Tendências para o Verão
O Quarto de Laura
Voador: hotel de barracas é diversão para crianças