Rihanna – Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

O mês de abril é marcado pela conscientização para prevenção da cegueira, doença que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), afeta cerca de 39 milhões de pessoas em todo o mundo. A estimativa mostra ainda que 246 milhões de pessoas sofrem de perda moderada ou severa da visão.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Atenta e sempre desenvolvendo soluções para à saúde da visão, a ZEISS, empresa especializada em lentes, alerta para a importância de cuidar adequadamente dos olhos com dicas da oftalmologista Alessia Braz, especialista em cirurgia refrativa e catarata.

Alimentação

Consumir alimentos como cenouras, folhas verdes, ovos, frutas vermelhas, frutas cítricas e peixes ajuda a evitar problemas na visão. Para se beneficiar, mantenha uma alimentação balanceada e adequada à sua rotina, incluindo alguns desses alimentos nas refeições e nos lanches.

Exposição à luz

A constante exposição à luz azul violeta – emitida por TVs, celulares, computadores, tablets e, também, por lâmpadas de LED, pode causar danos irreversíveis aos olhos. Por isso, é muito importante fazer pausas a cada 30 minutos de exposição. Para isso, cubra os olhos com as mãos (em formato de concha e sem apertar) e permaneça assim, com os olhos fechados, por cerca de 1 minuto.

Diabetes

O descontrole do diabetes, que atinge 16 milhões de brasileiros segundo a OMS, pode causar bloqueio e rompimento do vaso sanguíneo dos olhos, a chamada retinopatia diabética que, se não tratada, causa cegueira. Assim, é muito importante fazer o controle periódico da glicemia e seguir as orientações médicas para evitar danos à visão.

Exposição ao sol

O Brasil tem registrado alta incidência de raios ultravioletas (UV), segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC). A exposição solar de forma intensa e prolongada pode causar cegueira, por isso, é fundamental que as lentes dos óculos (solares e de grau) tenham proteção contra os raios UV. Use lentes com tecnologia UVProtect, que expande o nível de proteção, garantindo o bloqueio máximo aos raios ultravioletas.

Dormir

O sono inadequado pode contribuir para a fadiga ocular, causando irritação nos olhos, dificuldade para focalizar, secura ou lágrimas excessivas, visão turva e sensibilidade à luz. Para evitar esses problemas, procure dormir no mínimo sete horas contínuas e em ambiente com nenhuma ou baixa luminosidade todas as noites.

Exames em dia

A saúde dos olhos precisa ser levada a sério e, para isso, é essencial manter os exames oftalmológicos em dia, fazendo visitas periódicas ao especialista de confiança, além de conhecer o histórico familiar de doenças oculares. Proteja sempre os olhos de exposições excessivas à luz solar e artificial, e use lentes de alta qualidades adequadas à sua necessidade visual.