Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

A pele do brasileiro é, em sua maioria, mista ou oleosa. Quase 80% da população tem um destes dois tipos de pele, que tem tendência a desenvolver acne. “A pele oleosa tem poros bastante dilatados, brilho em excesso e um aspecto mais congestionado. É aquela pele em que o paciente sente que forma cravos com muita facilidade e tem dificuldade de controlar o brilho porque as glândulas, normalmente, produzem gordura com muita facilidade”, afirma o farmacêutico Maurizio Pupo, pesquisador, consultor em cosmetologia e diretor de pesquisa e desenvolvimento da marca Ada Tina Italy.

“É necessário ter uma rotina de limpeza e hidratação da pele com produtos adequados para tratar essa oleosidade. Além disso, em alguns casos de acne mais aguda, medicamentos prescritos por dermatologistas devem ser usados”, diz Maurizio. Abaixo, o especialista lista seis poderosos ativos para controlar a oleosidade da pele:

Ácido Glicólico

O ácido glicólico quebra e diminui a adesão entre os corneócitos, que são as células da primeira camada. “Por diminuir a espessura da pele, tem efeito esfoliativo, além de ser capaz de controlar a oleosidade, fechar os poros e melhorar a acne. É uma alternativa menos irritante do que o ácido retinoico, conhecido por agredir um pouco mais a pele”, afirma Maurizio.

Zinco

Esse conhecido micronutriente tem ação seborreguladora, cicatrizante e normalizadora. “A principal ação do zinco é com relação à diminuição da produção de sebo, um dos principais desencadeadores da acne, inibindo a enzima 5-alfa-redutase, responsável pela conversão de testosterona em di-hidroxitestosterona”, explica o pesquisador.

Glicaox

Essa tecnologia é formada pela estabilização do ácido glicólico com o zinco orgânico, com poderosa ação seborreguladora que controla e diminui o excesso de oleosidade na pele. Produtos com essa tecnologia são capazes de controlar fortemente o excesso de oleosidade e brilho da pele, além de diminuir os poros.

Ácido Sebácico

Esse ativo seborregulador promove a redução da atividade da glândula sebácea, auxiliando na diminuição da produção de sebo pela pele, e também promovendo a diminuição do excesso de brilho e da oleosidade.

Ácido Salicílico

O ácido salicílico é um beta-hidroxiácido e tem uma ação importante no controle da acne. “Ele tem uma ação comedolítica, ou seja, ele abre ou rompe microcomedões, para a saída dessas lesões da face. É caracterizado ainda por ser um regularizador da oleosidade e também um anti-inflamatório potencial. A grande vantagem deste ácido é que apresenta um bom poder esfoliativo e ainda alivia cicatrizes”, explica o farmacêutico.

Enxofre

O enxofre pode reduzir a acne devido às propriedades antifúngicas e antibacterianas. “Ele pode inibir o crescimento de um tipo de bactéria chamada P. Acnes, que contribui para o desenvolvimento da acne. O enxofre também tem efeitos queratolíticos, ou seja, auxilia na esfoliação da pele e pode ser um tratamento eficaz para diminuir a oleosidade da pele. Os efeitos esfoliantes e secantes do enxofre também ajudam a remover o acúmulo de óleos naturais da pele que contribuem para o desenvolvimento da acne”, conta o farmacêutico.