Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Estresse é apenas um dos fatores que podem causar a queda de cabelo durante esse período difícil de isolamento social. Aprenda a se cuidar com as dicas da coluna semanal Drops de Beauté:

Falta de Sol

Não é novidade para ninguém que no outono há uma tendência maior de queda dos fios. Com a chegada das estações mais frias, a luminosidade natural e as temperaturas ficam menores, e as pessoas se protegem mais em lugares fechados, evitando os raios solares. A quarentena tem afastado ainda mais as pessoas do sol e da luz. Dessa forma, as células produtoras de melanina produzem menos deste pigmento, diminuindo a cor e brilho dos cabelos, o que deixa um aspecto menos saudável, além da queda.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Banhos muito quentes

Essa fase pode durar de um a três meses e é conhecida como eflúvio telógeno. Nessa época, há ainda o costume de tomar banhos com água muito quente, o que não retira a oleosidade presente no couro cabeludo. O correto é lavar os cabelos com água morna para fria.

Poucas lavagens

Também é comum, em tempos de isolamento social, lavar ainda menos os cabelos, com menos frequência. Isso na verdade aumenta a oleosidade, o que gera o acúmulo de fios, que vão se soltar na lavagem seguinte. Esse excesso favorece a perda precoce dos fios, além de ser um fator que causa algumas doenças no couro cabeludo, como a dermatite seborreica.

Estresse

E, claro, há o stress do momento, que também pode acentuar a perda de fios. Evidentemente, se a queda for muito além do que você está acostumada, é importante buscar a causa, que pode ser hormonal, metabólica, nutricional ou até mesmo genética.

Bazaar selecionou um arsenal potente de loções para o couro cabeludo que vão te ajudar a enfrentar esse período. Anote:

Fotos: Divulgação

1. PhytoNovatrix (R$ 240), da Phyto: a loção traz densidade e vitalidade aos fios e complementa os tratamentos antiqueda da marca

2. Loção Tônica Capilar (R$ 159), do Laces: fortifica os fios desde a raiz e evita a queda

3. Sérum Extentioniste Resistance (R$ 220), da Kérastase: visa a ativação do couro cabeludo e da fibra capilar. O fio nasce mais forte e resistente

Em tempos de coronavirus, invista na vitamina D

Segundo Organização Mundial da Saúde, a falta de vitamina D no organismo já é uma pandemia – ela é essencial para manter o equilíbrio mineral no corpo. Além do sol, que ajuda a sintetizar a vitamina no corpo, alimentos como peixes de água fria, principalmente, são boas fontes da substância.

A sua relação com a proteção contra o novo coronavirus se dá pelo fato de que estudos científicos já revelaram que a vitamina D oferece proteção contra doenças respiratórias e fortalece o sistema imunológico. Ainda segundo a OMS, a deficiência da substância pode diminuir a imunidade, pois ela aumenta as defesas das mucosas.

A nutricionista Adriana Stavro listou alguns alimentos que possuem vitamina D. Mas, antes, ela recomenda a exposição solar de 15 a 20 minutos, pelo menos três vezes por semana, sem protetor solar, até às 10:00h ou após as 16:00h:

85 g de salmão cozido – 75% da quantidade diária recomendada.
85 g de atum enlatado – 26% da quantidade diária recomendada
85 g de fígado de boi cozido – 7% da quantidade diária recomendada
1 ovo grande (com gema) – 7% da quantidade diária recomendada.

HITS

Fotos: Divulgação

1. O retorno

O blush pêssego-dourado Georgia (R$ 169), da Benefit, está de volta nos canais Sephora. Agora com nova fórmula, aveludada e mais fácil de aplicar e com brilhos dourados.

2. Pele vitaminada

Garnier lança a linha Uniform&Matte à base de vitamina C, com benefícios que vão de clareamento a poderes antienvelhecimento. O gel de limpeza facial (R$ 25) é um dos queridinhos.

3. Special Edition

Mary Kay lança quatro sombras líquidas (R$ 50) exclusivas em tons metálicos e com muito brilho de efeito glam. O acabamento é leve e as cores super pigmentadas.