Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Por Mariane Morisawa, de Los Angeles

O ator Taron Egerton era um garotinho de 5 anos quando conheceu Elton John, cantando “Circle of Life“, da trilha da animação “O Rei Leão“. Desde então, as músicas do cantor e compositor embalaram sua vida, marcando seu relacionamento com o padrasto e ajudando-o a passar no teste para a escola de arte dramática.

Agora, o inglês de 29 anos, criado no País de Gales, interpreta Elton John em “Rocketman“, de Dexter Fletcher. “Ele era um verdadeiro ídolo para mim. Então, de repente, me perguntarem se quero interpretá-lo e ouvir que ele próprio gosta da ideia foi uma loucura!”, disse o ator em encontro com jornalistas em Los Angeles.

Não apenas isso: Egerton teve a chance de conhecê-lo pessoalmente. “Fomos comprar curry perto de sua casa e conversamos por duas horas e meia. É algo difícil de descrever”, contou o ator. Ele também estava sem palavras ainda para comentar o dueto que tinha feito com seu herói numa festa do Oscar, semanas antes do bate-papo com os jornalistas.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Taron Egerton em "Rocketman" -  Foto: Divulgação
Taron Egerton em “Rocketman” – Foto: Divulgação

Rocketman documenta a vida de Elton John, da sua infância numa família da classe trabalhadora, seus dias de menino-prodígio na Royal Academy of Music, sua juventude tímida e seu sucesso e transformação em astro, mas sem receio de falar de seus relacionamentos com outros homens, seu comportamento volátil e seu vício em drogas. “Não é segredo que ele teve seus altos e baixos”, disse Egerton. “Para mim, era fundamental ser fiel a isso, porque faz parte de quem ele é. Sabia que Elton não se importaria, ele está em paz com seu passado e fala com muita franqueza sobre isso.”

Nisso, Rocketman parece ir pelo caminho oposto de “Bohemian Rhapsody“. A bem-sucedida cinebiografia de Freddie Mercury, que ganhou quatro estatuetas do Oscar, inclusive a de Melhor Ator para Rami Malek, foi acusada de mascarar a homossexualidade do líder do Queen. Ninguém mencionou o filme, mas ele estava no ar. Curiosamente, “Bohemian Rhapsody” foi finalizado pelo mesmo Dexter Fletcher, de “Rocketman”, quando o diretor Bryan Singer foi demitido por seu comportamento errático no set.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Egerton faz sua primeira cena de amor no cinema com Richard Madden (Robb Stark, de “Game of Thrones“), que interpreta seu empresário John Reid. “Sendo um ator heterossexual interpretando um ícone gay, senti que tínhamos uma obrigação de honrar esse lado da história”, disse o intérprete do músico no cinema.

Mas, claro, sobra muito espaço para falar da genialidade de Elton John e sua frutífera parceria artística com Bernie Taupin, autor da maioria das letras de seus sucessos, incluindo “Rocket Man”, “Tiny Dancer”, “Candle in the Wind” e “Your Song”. No filme, Taupin é vivido por Jamie Bell, que conheceu Elton pessoalmente, ainda criança, depois da sessão de “Billy Elliot” no Festival de Cannes de 2000. “Ele estava aos prantos, porque o filme fez com que lembrasse do relacionamento com seu pai”, contou Bell.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nenhum filme sobre o astro britânico seria fiel a seu espírito sem os figurinos excêntricos. O figurinista Julian Day recriou algumas das roupas mais famosas, mas também inventou outras a partir do zero – “Rocketman” é um misto de biografia e de musical com elementos de fantasia. “Minha peça favorita é um macacão de neoprene laranja com chifres, coberto de cristais Swarovski”, contou Egerton. “Mas foi muito libertador quando não visto muita coisa, como hot pants apenas. Nada do que Julian colocou na minha frente me deixou embaraçado, porque Elton John sempre foi ousado.” Estreia 30/05 

Leia mais:
Helena Bonham Carter: cinco lições de estilo da atriz britânica
Chace Crawford fala sobre novos projetos e viagem ao Brasil
Fabio Audi: ator e fotógrafo fala sobre trabalho e futuro
“Rocketman”: figurinista do filme de Elton John criou mais de 50 pares de sapatos e óculos