Foto: Arquivo/Harper’s Bazaar

Proteger a imunidade em tempos de pandemia pode ser mais fácil do que muitos imaginam. Com alguns alimentos presentes na rotina é possível fortalecer o sistema imunológico e evitar muitos problemas de saúde.

A nutricionista Thaise Costa, da Tia Sônia, separou cinco alimentos para não deixar de incluir no prato quando o assunto é imunidade. Anote as dicas da expert:

Oleaginosas 

Oleaginosas é o nome dado para um grupo formado por castanhas, nozes, amêndoas e óleos vegetais. “Esses alimentos são ricos em vitamina E, zinco, selênio, e possuem ação antioxidante, que combate os radicais livres, responsáveis por causarem doenças, o envelhecimento e atingir o sistema imunológico”, afirma Thaise.

Mas é preciso ficar atento para o consumo em excesso desse grupo de alimentos. Segundo a nutricionista, consumir em grandes quantidades pode ser prejudicial ao corpo. “Por serem ricos em gorduras, o consumo em excesso pode levar ao aumento de peso. Além disso, o selênio, presente nesses alimentos, quando consumido em grande quantidade pode ser prejudicial”.

Leguminosas

Feijão, grão-de-bico, ervilha e soja são alguns exemplos dos alimentos que podem ser encontrados nesse grupo que se destaca pela grande quantidade de zinco, um nutriente que combate doenças que prejudicam o sistema imunológico. Thaise ainda destaca outros benefícios. “Além do zinco, eles possuem muita fibra e aumentam a resistência a infecções, previnem anemia, fortalecem os ossos e auxiliam o sistema nervoso”.

Cereais integrais

Os cereais integrais, assim como as leguminosas, também são ricos em zinco. Aveia, trigo, arroz e diversos tipos de farinha entram nesse grupo fonte de fibras, nutrientes, minerais e vitaminas.

Segundo a nutricionista, o consumo desses alimentos é simples de ser introduzido no dia a dia. “Para ir se acostumando com os produtos integrais, vá acrescentando aos poucos nas refeições. Consumir nos lanches da tarde com biscoitos e barras de cereais e optar pelo arroz feito com cereais integrais para as refeições mais completas, são hábitos que vão se tornando comuns e, assim, é possível ir introduzindo outros alimentos desse grupo na rotina”.

Os benefícios desse grupo também são muitos para a saúde. “Por ajudarem na regulação de insulina, diminuem as chances de surgirem doenças como o câncer e diabetes, também oferecem a sensação de saciedade, o que auxilia no controle do peso. De forma geral, beneficiam o sistema nervoso e imunológico”.

Óleo de coco

O óleo de coco é um produto muito versátil, que pode ser usado tanto para alimentação quanto para estética. “O óleo de coco possui dois ácidos muito importantes, o láurico e o cáprico, essas substâncias têm a capacidade de aumentar o sistema imunológico, tornando inativas bactérias, vírus e fungos. O ácido láurico também auxilia no emagrecimento. Além disso, o óleo de coco possui poder anti-inflamatório”, explica Thaise.

E quanto a beleza? Quais são os benefícios que esse óleo pode trazer? “Ele pode ser um hidratante excelente tanto para a pele do rosto quanto para o cabelo, unhas e lábios. Existem diversas receitas na internet que utilizam o óleo de coco para beneficiar essas partes do corpo” afirma a nutricionista.

Iogurte

O iogurte é um grande aliado da flora intestinal, pois ajuda a recompor as bactérias que fazem bem, os famosos probióticos. Segundo a profissional, essa é uma parte importante para manter o bom funcionamento do sistema imunológico. “Os probióticos possuem papel fundamental na expulsão das bactérias ruins, automaticamente contribuindo para aumentar a imunidade.

Outra vantagem desse alimento é que ele consegue até promover a sensação de bom-humor, pois o intestino funcionando bem, a quantidade de serotonina produzida é muito maior, o que causa essa sensação. Quando for comprar escolham por iogurtes com probióticos ou iogurte natural, com o mínimo de ingredientes possíveis, são mais saudáveis”.