Kathleen Guerekmezian, da @kg.gems, toma chá com louça da Tânia Bulhões – Foto: Reprodução/Instagram/@taniabulhoes

Em tempos de isolamento social é necessário buscar alternativas que ajudam a relaxar, além de melhorar a saúde. Diversos estudos já comprovaram que os chás podem ser aliados para atingir este objetivo.

Sendo assim, as infusões de ervas podem agir como remédios naturais em diversas ocasiões, além de ser uma alternativa para manter-se hidratado e com a sensação de tranquilidade, proporcionando um efeito psicológico positivo também.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Veja abaixo três chás comuns e fáceis de preparar que são verdadeiros remédios. Uma dica para facilitar o armazenamento, é colocar o chá que vai consumir em uma garrafa térmica, assim pode ir tomando durante o dia, mantendo a temperatura ideal.

Para noites de sono mais tranquilas, aposte no chá de camomila

Um dos principais antioxidantes presentes na camomila é a apigenina, que possui ação sedativa. Por isso, além de aliviar o estresse, a camomila contribui para diminuir a hiperatividade, auxiliando para acalmar e relaxar, sendo uma grande aliada para pegar no sono.

Um estudo realizado pelo “Journal of Advanced Nursing” dividiu dois grupos de 80 mulheres no período pós-parto e com problemas para dormir. Metade delas tomou chá de camomila, e, em duas semanas, quem consumiu a bebida obteve uma melhora no sono. O chá de camomila pode também ajudar no tratamento de problemas no estômago, controlar a má digestão, as cólicas, entre outros.

Além de acelerar o metabolismo, chá verde é bom para diabéticos

Com grandes quantidades de antioxidantes que aceleram o metabolismo, o consumo de chá verde favorece o gasto de energia pelo organismo e, consequentemente, a queima de gorduras. Ademais, esses antioxidantes são considerados capazes de agir de maneira preventiva contra o aparecimento de diferentes tipos de câncer.

De acordo com estudo da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) realizado com 42 diabéticos, o chá verde melhora a nefropatia – uma complicação renal causada pela diabetes. Logo, esse chá também é bom especificamente para quem tem diabetes.

Chá de hortelã pode preservar a memória

Ótimo para aliviar sintomas de problemas respiratórios, além de sintomas de gripes e resfriados, o chá de hortelã pode melhorar a digestão, a saúde bucal e as náuseas. O diferencial é que o consumo do chá de hortelã pode contribuir para preservar a memória.

Segundo estudiosos da Universidade de Northumbria, do Reino Unido, após analisar 180 voluntários, o mentol, presente no chá de hortelã, parece estimular a produção de dopamina – neurotransmissor que está relacionado à memória.