Foto: Arquivo Harper's Bazaar
Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Seja pensando em aderir a uma vida mais saudável, seja para conquistar a definição corporal que deseja, a prática de exercícios e o universo fitness obtiveram diversos adeptos. No entanto, para ter uma boa performance, a alimentação precisa ser aliada aos exercícios. Com isso, diversas dietas surgem e o mais indicado é consultar um nutricionista para saber qual a dieta ideal para a sua necessidade.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

 

A ascensão do estilo de vida fitness trouxe à tona um alimento em especial, que se tornou o queridinho das dietas: a batata-doce. Rica em nutrientes, ela contribui para o aumento de massa muscular, além disso, possui baixo índice glicêmico, sendo ótima para fornecer energia de forma limpa e saudável. Esse alimento possui nutrientes que contribuem também para a saúde da pele, dos olhos e dos ossos.

Por ser rica em carboidratos complexos, é comum nos questionarmos se batata doce engorda. Mas, devido à estrutura desses carboidratos, ela é uma ótima opção entre as batatas e outros alimentos que são ricos em carboidratos simples, essenciais para proporcionar mais energia ao organismo, resultando em melhor desempenho das atividades – das funções vitais às atividades físicas.

Afinal, a batata-doce é mais saudável que a batata-inglesa?
A dúvida que ainda paira na cabeça de muitos ao ingerir ou pensar em ingerir é se a batata doce é mais saudável do que a batata inglesa. No entanto, ambas possuem vantagens particulares quanto ao consumo, além de serem muito parecidas em termos de nutrição.

Os dois tipos de batata contam com vitaminas que fazem total diferença no corpo, como a vitamina A, que é ótima para a visão; vitamina C, recomendada para o sistema imunológico; a B6, que contribui para o metabolismo e sistema nervoso; e o potássio, que regulariza os níveis da pressão sanguínea. Além disso, são ricas em fibras devido à casca.

A batata doce tem uma vantagem quanto ao betacaroteno (quanto mais alaranjada, mais possui). Por ser rico em antioxidantes, contribui para a redução do desenvolvimento de doenças crônicas. Já a batata-inglesa possui vantagem quanto à proteína – possuindo cerca de 2 gramas a mais do que a doce.

Logo, as duas versões da batata podem ser saudáveis. A verdade é que tudo depende da forma de preparo. Desde que não sejam fritas, as duas podem contribuir de maneira positiva na sua dieta.