Manui – Foto: Divulgação

Para entrar na nova década com o pé direito, soluções e ideias criativas – da Casa de Criadores ao Brasil Eco Fashion – dão o gostinho do que podemos esperar da moda nacional. Que venha mais diversidade, inclusão e sustentabilidade.

Veja 20 dicas do time da Bazaar:

A autoral

Jal Vieira – Foto: Divulgação

O já conhecido trabalho de franjas e contas da estilista Jal Vieira sofreu plágio em 2020. Mas nada que abale seu DNA aclamado e, agora, ainda mais reafirmado na nova coleção.

A mensagem

Weider Silverio – Foto: Divulgação

Reuse, Rethink & Respect: a proposta de Weider Silveiro nos leva a refletir sobre as bases do consumo. Bazaar mais do que apoia a ideia e incentiva ações conscientes e de cunho ambiental. Vista-se você também desta bandeira.

A necessária

Manui – Foto: Divulgação

Itens indispensáveis, as máscaras da marca de slow fashion Manui unem cuidado e simplicidade na modelagem. Em tecidos orgânicos, as peças são livres de tingimentos químicos e ótimas para manter a respiração. Use sem moderação.

A militância

Weider Silverio – Foto: Divulgação

Por vídeo, fotos ou em desfiles à distância, a moda brasileira trouxe na temporada discursos com apelos relevantes para a sociedade. Vista seu total look militar, com o de Weider Silverio, e lute pelas marcas locais.

A festa

Eneas Neto – Foto: Divulgação

O estilista paranaense Eneas Neto tem, entre seus códigos, a construção de looks sem desperdícios: para a nova coleção, ricas sedas metálicas se transformam em cocktail dresses – daqueles para curtir as noites sem culpa.

À mão

David Lee (à esquerda) e Catarina Mina (à direita) – Foto: Divulgação

Dois talentos – David Lee, com seus looks para todos os gêneros, e a alma artesanal e poética da marca de acessórios Catarina Mina – se unem e abusam de técnicas manuais como crochê e tricô para trazer história às peças. Pitada de sentimento que Bazaar ama!

A máxi

Estúdio Traça – Foto: Divulgação

A Estúdio Traça, já conhecida pelos seus volumes, traz para esta nova estação babados gigantes em algodão, ótima pedida para o dia e para a noite. Excessos são sempre bem-vindos!

A colaboração

Augustina Comas + Flavia Amadeu – Foto: Divulgação

A estilista Augustina Comas e a designer de acessórios em látex e ceras vindas da Amazônia, Flávia Amadeu, se juntaram na construção da coleção da Comas para esta temporada. De bijoux a detalhes aplicados aos looks, a união de ideias sustentáveis
traz vida aos visuais.

O brilho

Weider Silverio (à esquerda) e Ken-gá (à direita) – Foto: Divulgação

Paetês cobrem, dos pés à cabeça, produções altamente glamorosas. Com ousadia nas modelagens, do macacão 70’s da Ken-gá ao longo utilitário de Weider Silveiro, a proposta é não perder a sofisticação.

A combinação

Diego Gama (à esquerda) e Jorge Feitosa (à direita) – Foto: Divulgação

Grafismos em recortes ou aplicados em telas em branco imprimiram o toque de arte da vez – e deram vida às peças de Diego Gama e Jorge Feitosa.

A amarração

Jouer (à esquerda) e Nalimo (à direita) – Foto: Divulgação

Fáceis e democráticos, os nós surgem como solução prática para ares despretensiosos dos looks. Aposte em saias e vestidos com o truque de styling para dar bossa à produção, como fizeram as marcas Jouer e Nalimo.

O lúdico

Ken-gá – Foto: Divulgação

A inspiração veio do Brás, bairro de comércio paulistano onde se encontra absolutamente de tudo, e que engloba a cultura popular em sua forma mais orgânica. De Os Barões da Pisadinha aos hits do funk, a Ken-gá explora este universo de pura de brasilidade.

A junção

Santista Jeanswear – Foto: Divulgação

A convite da Santista Jeanswear, 15 estilistas colocam seu DNA na matéria-prima, que hoje é tratada de forma ecológica pela confecção, com processos criativos únicos. De volumes a babados, o clássico jeans nunca mais será o mesmo

A atitude

Fábio Costa – Foto: Divulgação

Fábio Costa, em sua nova coleção para a NotEqual, que faz parte do coletivo Célula Preta, traz nosso olhar para os avessos da criação – o que nos passa despercebido. Costas com estampas vibrantes destacam o esquecido, que deve não só ser visto, mas apreciado. Bravo!

O material

Jouer (à esquerda) e Thear (à direita) – Foto: Divulgação

Da decoração à moda, a argila surge na estação como curinga. De bijoux pintadas como na Thear aos ousados sutiãs da Jouer, cerâmicas de vestir passaram a adornar looks de verão.

A coleção

Leandro Castro – Foto: Divulgação

O designer Leandro Castro abre mão de um acervo de dez anos de tecidos para criar este novo momento de sua marca homônima. O resultado, de ar oversized confortável, reflete primorosamente a atualidade. Em conjunto com armações de pipas em headpieces, a coleção nos leva a voar alto, mirando um mundo melhor

A sacada

Libertees – Foto: Divulgação

Libertees, marca estreante na Brasil Eco Fashion e que desenvolve suas peças com detentas mineiras, traz um olhar para o banal. Lascas de cimento de demolição se transformam em acessórios-desejo criados por Carlos Penna. Bazaar ama os brincos e a atitude!

A reciclada

Ronaldo Silvestre – Foto: Divulgação

É dos resíduos têxteis, das sobras e retalhos – e, claro, de suas mãos criativas – que parte o trabalho minucioso de Ronaldo Silvestre de criar um novo tecido. Inovadoras possibilidades surgem na brincadeira de leve e pesado, que marca sua alfaiataria rústica e ao mesmo tempo descomplicada.

A alça

Vihe (à esquerda) e Movin (à direita) – Foto: Divulgação

Pequenas, médias e grandes, as bolsas para a season são diversas, mas o fio condutor que as une é o styling transversal, prático e descomplicado, como nas marcas Movin e Vihe.